Com o aumento da inflação de forma descontrolada, os preços de produtos também aumentam e diminuem assim o poder de compra da população. Além deste fator, a inflação alta influencia diretamente nos investimentos.

publicidade
Inflação em ALTA: Cinco ações para se proteger deste vilão da economia
Inflação em ALTA: Cinco ações para se proteger deste vilão da economia (Foto:Google)
publicidade

O Conselho Monetário Nacional (CMN), formado pelo ministro da Economia, ministro do Planejamento e o presidente do Banco Central (BC), tem como função definir a meta de inflação, além da autoridade monetária central do País poder utilizar a política monetária para alcançar a meta de aumento dos preços. Modificar a taxa básica de juros da economia (Selic) é um dos métodos utilizados.

Banco Central

O Banco Central aumenta a taxa de juros para obter um maior controle em relação ao consumo das pessoas como forma de conter a alta inflação. Pois ao possuir um crédito menor, diminui também a demanda pelos produtos e serviços em circulação, podendo gerar a diminuição dos preços.

Caso ocorra um aumento na Selic, o ativo livre de risco nos investimentos se torna automaticamente mais convidativo, prevendo que com a possível inadimplência do Tesouro Nacional seja próxima de zero, é provável o desfavorecimento na renda variável investida.

Há algumas empresas que estão presentes na Bolsa de Valores de São Paulo que protegem os investidores de possíveis aumentos descontrolados dos preços por terem algumas características. Entre elas podemos destacar a Taesa.

Taesa

Segundo Almeida, a Taesa (companhia de energia elétrica) é uma das ações que proporciona uma maior segurança aos investidores em tempos de inflação alta no país.

Eles possuem essa vantagem por causa dos contratos reajustados pelo Índice Geral de Preços ao Mercado, método que calcula a inflação criado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A empresa está relacionada com as linhas de transmissão, pois assim ela consegue concessões para atuar em trechos que perduram por muitas décadas e está sempre com um rendimento alto comparado a inflação.

É importante ressaltar que a Taesa é considerada por muitas pessoas a empresa mais segura e menos volátil da bolsa do país. Nos últimos 12 meses, o desvio padrão (medida que mostra o grau de dispersão de um conjunto de informações) diário das ações da empresa foram de 0,015.

Giovanna Freitas é graduanda na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), atualmente é redatora do portal FDR produzindo pautas sobre finanças.