Nesta quarta-feira (9), o Neon liberou o pré-cadastro para as chaves do Pix, novo programa de pagamentos imediatos do Banco Central. Saiba mais.

publicidade
Neon abre pré-cadastro para as chaves do PIX
Neon abre pré-cadastro para as chaves do PIX (Foto:Google)
publicidade

O pré-cadastro feito por pessoa física poderá ser efetuado com o CPF, o e-mail ou um número de celular. As chaves terão como função identificar as contas do usuário no Pix.

No dia 5 de outubro,dia da efetivação das chaves, o cadastro das informações fornecidas será realizado imediatamente na conta Neon. O Pix tem previsão de entrar em vigor no dia 16 de novembro,com a possibilidade de realizar transações 24 horas por dia, tanto pelo QR Code (código lido pela câmera do celular), quanto pela base na chave cadastrada.

“O Pix vem para agregar à gama de produtos na Neon, facilitando ainda mais a gestão financeira dos nossos clientes. “Por ser simples, rápido, confiável e disponível 24/7, o Pix conversa diretamente com a proposta de valor da Neon de cuidar bem do seu dinheiro, de maneira ágil, simples e gratuita”, afirmou o Head da Conta PF, Marcelo Haddad.

Não foi apenas a Neon que se antecipou, outras empresas do setor financeiro disponibilizaram o pré-cadastro. No fim de agosto o Banco Inter liberou o pré-cadastro para os clientes que possuíam interesse. O Guiabolso criou novas ferramentas em seu aplicativo que aprova transferências instantâneas e gratuitas aos sete dias da semana e 24 horas por dia, entre pessoas físicas de bancos diferentes.

“É muito importante entender essa mudança que estamos passando e como isso tem sido intensificado pela crise, pela pandemia. A gente vê o número de pagamentos digitais crescendo. Há um movimento de inovação que se acelerou em várias áreas”, disse Roberto Campos Neto, o presidente do Banco Central (BC).

Beneficiamento das empresas

O presidente do BC, afirmou ainda que o Pix irá diminuir os custos para as empresas, promovendo o aumento da eficácia do fluxo de caixa. “É um instrumento que faz com que a gestão de fluxo de caixa atinja um novo patamar de eficiência. Menos custos significa mais margem [de lucro] para quem está de um lado e menos preço para quem está no outro”, disse.

Giovanna Freitas é graduanda na Universidade Anhembi Morumbi (UAM), atualmente é redatora do portal FDR produzindo pautas sobre finanças.