Cuidado! Golpe usando Receita Federal como cobaia faz milhares de vítimas

Golpistas estão usando o nome da Receita Federal para solicitar o pagamento em dinheiro de uma taxa de liberação de algum produto que ficou preso na Alfândega. O golpe está sendo aplicado pelas redes sociais.

publicidade
Cuidado! Golpe usando Receita Federal como cobaia faz milhares de vítimas
Cuidado! Golpe usando Receita Federal como cobaia faz milhares de vítimas (Imagem: Reprodução/Google)
publicidade

Caso alguém entre em contato para que você pedindo o depósito de um valor em dinheiro para liberar uma compra que ficou presa na Alfândega, desconfie. Os golpistas estão usando essa história para enganar milhares de vítimas, segundo a Receita Federal.

O estelionatário entra em contato com as vítimas pelas redes sociais e inicia a conversa de forma muito amigável. Ele afirma que mora fora do país e que possui boas condições financeiras. Logo em seguida, fala que uma compra enviada ao Brasil ficou presa na Alfândega.

Alguns golpistas afirmam que o produto é um presente para o novo amigo ou que é parte de sua mudança para o Brasil. Com a intenção de roubar, pede que sejam realizados depósitos ou transferências com o intuito de liberar a encomenda.

O ladrão envia até mensagem de falsos fiscais da Receita Federal mostrando dados. Após o descobrimento dessas ações criminosas a Receita Federal anunciou algumas recomendações e esclarecimentos para ajudar a população a não ser mais uma vítima dos golpistas, são elas:

  • A Receita Federal nunca liga ou manda mensagens cobrando pagamentos para liberar mercadorias, muito menos pelas redes sociais;
  • O pagamento de tributos federais sempre é feito por meio do DARF, ou seja, através do Documento de Arrecadação de Receitas Federais. Nunca há a solicitação de depósito ou transferência em conta. Por esse motivo, a solicitação de um pagamento nessa modalidade já é suspeita;
  • Caso exista alguma encomenda por via postal, os Correios são os únicos responsáveis pelos procedimentos;
  • Caso a encomenda venha por Remessa Expressa (Courrier), deve ser por meio de uma das empresas habilitadas pela Receita;
  • Caso tenha sido vítima desse golpe, procure a Delegacia de Polícia Civil Especializada para fazer a denúncia.

As empresas habilitadas para fazer a entrega de encomendas por Remessa expressa pode ser conferida no Portal da Receita Federal. Como é possível perceber há formas de garantir sua segurança e evitar cair em um golpe.

Glaucia AlvesGlaucia Alves
Gláucia Alves, formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Foi professora por 7 anos. Esse ano começou a trabalhar como redatora e como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR e realiza consultoria de redação on-line.