A nova nota de R$200 ainda não foi lançada, mas o Banco Central (BC) soube que já existem algumas circulando no Rio de Janeiro. A instituição recebeu a notícia com preocupação, pois em Madureira-RJ notas falsas estão sendo utilizadas com frequência.

publicidade
Atenção! Golpistas usam nota de R$200 falsificada para roubos no Rio de Janeiro
Atenção! Golpistas usam nota de R$200 falsificada para roubos no Rio de Janeiro (Foto: Google)
publicidade

Segundo a diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, essas ações fraudulentas estão prejudicando a parte mais vulnerável da população.

“Há uma preocupação muito grande com a população em Madureira que pode estar recebendo essa cédula falsa. É uma preocupação com a perda financeira das pessoas que podem ser ludibriadas e enganadas”, afirmou.

Em julho, o BC afirmou que a nova cédula será lançada no fim do mês de agosto, e por isso não é possível que já haja notas em circulação que sejam verdadeiras. O órgão definiu que o lobo-guará será o animal representado na nota e a cor será cinza.

Vale ressaltar que, esses são os únicos detalhes que já sabemos, afinal, o Banco Central não quer dar mais informações, justamente para evitar as falsificações.

Ainda segundo Carolina, a nova cédula ainda está em fase de testes, que estão sendo realizados entre a equipe do BC e a da Casa da Moeda. Ela disse ainda que é imprescindível que a informação, de que a nota ainda não foi lançada, seja reforçada.

Nessa parte do trabalho, estão envolvidos apenas dez profissionais, que já estão acostumados a trabalhar com a criação da moeda brasileira.

Como conferir a autenticidade da nota de R$200?

A nota ainda não foi lançada, mas por motivos óbvios, terá os mesmos itens de autenticidade. Veja como conferir:

Basicamente, a primeira coisa é colocar a nota contra a luz e verificar se aparece a marca d´’água. Em seguida, toque a nota e veja se há elementos em alto relevo, que variam conforme a cédula, mas que mostram sua autenticidade.

Outra medida é se atentas às cores das cédulas. De acordo com Carolina, a máquina que pinta o dinheiro tem uma espécie de imã que cria elementos com cores diferentes no número da nota. Mas vale lembrar que, no caso da nota de R$200, ainda não sabemos suas cores finais.

 

 

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.