publicidade

O Banco Central (BC) anunciou na quarta-feira (29) uma nova cédula no valor de R$200. A previsão de circulação da nova nota é para o fim de agosto. De acordo com a instituição, a estimativa é que sejam impressas 450 milhões de cédulas em 2020. O animal estampado será o lobo-guará. Todavia, muitas pessoas questionaram o motivo do lançamento. 

Veja quais os motivos para o BC criar uma nova cédula no valor de R$200
Veja quais os motivos para o BC criar uma nova cédula no valor de R$200 (Imagem: Reprodução Google)
publicidade

A Diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, explicou em coletiva de imprensa que a decisão foi tomada devido ao entesouramento. Isto é, as pessoas estão guardando mais dinheiro físico no Brasil e no mundo, desde o início da pandemia. 

“Em momentos de incerteza, as pessoas tendem a fazer saques e acumular reserva”, afirmou a diretora.

Outro motivo para o lançamento da cédula de R$200 é o pagamento do auxílio emergencial e a diminuição do volume de compras no comércio. Ou seja, os beneficiários não retornaram esse dinheiro ao sistema bancário na velocidade esperada e o dinheiro não está circulando. 

A Diretora também destacou que a impressão das novas cédulas não possui relação com inflação, que, segundo ela, está baixa, estável e controlada.

A cédula de R$200

O real ganhou uma cédula de novo valor pela primeira vez em 18 anos. A escolha do lobo-guará para estampar a nota de R$200 é resultado de uma pesquisa feita pelo BC, em 2001.

A pesquisa foi realizada com a finalidade da população escolher quais animais em extinção da fauna brasileira gostariam de ver representados no dinheiro.

O animal foi o terceiro mais votado. Os dois primeiros estão estampados nas notas de R$2 e R$20, a tartaruga-marinha e o mico-leão-dourado, respectivamente.

As imagens da nova cédula serão divulgadas somente no final de agosto por questões de segurança. Assim como, os elementos de segurança contra falsificações. 

Repercussão entre a população

Nas mídias sociais, o anúncio do lançamento da nova cédula gerou grande repercussão. Além dos questionamentos da necessidade de uma nova nota, surgiram memes e especulações

As brincadeiras abordaram o animal escolhido, sugerindo a estampa de um vira-lata caramelo, com a justifica de “nada representa melhor o Brasil”. Já as especulações apontavam uma hiperinflação e a facilidade para crimes como lavagem de dinheiro.

O Banco Central respondeu que o Brasil tem um “arcabouço contra lavagem de dinheiro extremamente elevado” e que isso “não depende” do valor das cédulas.

Mariana Cristina Rocha dos Santos é formada em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo. Possui experiência em comunicação interna e externa no Teatro Carlos Gomes, espaço histórico-cultural capixaba. Além de produção para televisão, com pautas para programa de entretenimento, chamadas televisivas, spot para rádios e mídias sociais na TV Gazeta (afiliada à Rede Globo). Atualmente dedica-se a redação portal FDR.