Prefeito de Salvador prevê possível retorno dos alunos às escolas

A volta às aulas presenciais em Salvador só deve acontecer no momento em que a taxa de ocupação de leitos de UTI para coronavírus estiver menor que 65%. Desde que não hajam possibilidades de crescimento, conforme informou o prefeito ACM Neto em uma entrevista. Atualmente a taxa está em 69%.

Prefeito de Salvador prevê possível retorno dos alunos às escolas
Prefeito de Salvador prevê possível retorno dos alunos às escolas (Imagem: Google)

Ao ser questionado sobre o retorno das aulas presencias, ACM lembrou que Salvador ainda está na primeira fase da retomada da economia, e que nem os restaurantes e bares estão autorizados a funcionar na cidade.

“No caso da educação, eu inclusive preferi não estabelecer um protocolo conjunto com essas atividades econômicas. Só vamos apresentar o protocolo de retomada das aulas presenciais depois que a segunda fase do plano de retomada econômica for ativada e estiver consolidada”, explicou o prefeito.

A previsão do prefeito é que a segunda fase do plano de retomada comece na próxima segunda, 10.

Ele também ressaltou que a prefeitura sabe que a educação é uma área que demanda muito cuidado principalmente nos Ensino Fundamental II e EJA, que estão tendo aulas à distância.

Para que os alunos não sejam tão prejudicados, as aulas estão sendo transmitidas em um canal de TV aberta e a entrega de chips de celular para que alunos estude pela internet.

Sobre o retorno das aulas em agosto, o prefeito afirma que as chances são baixíssimas e acredita que talvez seja possível voltar em setembro se tudo estiver melhor.

Maranhão inicia volta às aulas presenciais em instituições particulares

Na última segunda, as escolas particulares do Maranhão voltaram com as aulas presencias para os alunos. Em São Luís, capital, quase todas as instituições de ensino privadas optaram por começar o retorno pelos alunos do terceiro ano do ensino médio. Os outros níveis de ensino devem voltar com as aulas presenciais na próxima semana.

Segundo o Sinpe-MA (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Maranhão), o retorno das aulas seguirá rígidos protocolos sanitários estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), da forma que está no decreto do governo do Maranhão e que trata do retorno das aulas presenciais no estado.

Para a volta às aulas foi adotado o formato híbrido, ou seja, com aulas pela internet e presenciais e a presença nas escolas não é obrigatória. Cerca de 50 escolas representadas pelo Sinpe no estado, optaram por este modelo.

Enquanto isso, na rede estadual do Maranhão, as aulas seguem sem data definida para o retorno após o quinto adiamento feito pelo governo na semana passada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.