publicidade

Desde a última sexta-feira, dia 24, a Receita Federal disponibilizou a consulta para o 3º lote da restituição do IR 2020. De acordo com informações do Fisco, serão contemplados 3.985.007 de contribuintes. Nesse caso, serão disponibilizados mais de R$ 5,7 bilhões para os pagamentos.

Consulta da restituição do IR 2020: Passo a passo para saber se está no 3º lote
Consulta da restituição do IR 2020: Passo a passo para saber se está no 3º lote (Foto: Google)
publicidade

O depósito será realizado diretamente nas contas informadas pelos contribuintes, no ato do envio da declaração. O valor ficará disponível sete dias depois da abertura das consultas, ou seja, no próximo dia 31.

Vale lembrar que o primeiro lote começou a ser pago ainda em maio e contemplou os chamados preferenciais. Nesse caso, os primeiros a receber foram os idosos, portadores de deficiência ou doenças graves.

Todo contribuinte que, depois de todos os ajustes entre receitas e despesas, sofreu retenção na fonte maior do que o seu imposto devido, terá direito à restituição. Por isso, fique atento ao calendário.

Confira o calendário completo da restituição do IR 2020

LoteData
1º Lote29 de maio
2º Lote30 de junho
3º Lote31 de julho
4º Lote31 de agosto
5º Lote30 de setembro

 

Como consultar a restituição do 3º lote do IR 2020

Para consultar o contribuinte tem algumas opções:

  • Site oficial da Receita Federal;
  • Telefone no número 146;
  • Por meio dos aplicativos do órgão disponível para smartphones e tablets.

O aplicativo está disponível para ser baixado de forma gratuita, através da Google Play Store ou Apple Store.

Após acessar o site ou o aplicativo, basta inserir seus dados e escolher a declaração que gostaria de obter a informação.

Vale lembrar que o contribuinte precisa utilizar o dinheiro dentro de um ano. Após esse prazo, o valor não mexido retornará para a Receita Federal. Caso isso ocorra, o contribuinte pode fazer um novo requerimento para ter acesso ao dinheiro novamente.

O requerimento pode ser realizado no mesmo site onde é feita a consulta. Basta enviar o formulário eletrônico “Pedido de Pagamento de Restituição”.

Esse pedido pode ser feito em até, no máximo, 5 anos. Passado esse período não é mais possível pedir o valor perdido da restituição.

 

 

Bartira Araújo é formada em Jornalismo pela pela Universidade Santa Cecília. Já trabalhou como analista de comunicação em uma agência de tecnologia e marketing e atualmente é redatora do portal FDR.