As inscrições para a segunda edição de 2020 do Programa Universidade para Todos (ProUni) começam dia 14 e seguem até sexta-feira (17). As bolsas de estudo integrais ou parciais em instituições particulares de ensino superior são voltadas a estudantes de baixa renda e a seleção utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério.

publicidade
Inscrições para o ProUni 2020.2 começam amanhã (14); consulte bolsas de estudo
Inscrições para o ProUni 2020.2 começam amanhã (14); consulte bolsas de estudo. (Imagem: FDR)
publicidade

Para concorrer, é necessário ter pontuação mínima média de 450 pontos nas provas do Enem 2019 e não ter zerado a redação.

Além disso, há critérios socioeconômicos que precisam ser comprovados para a concessão das bolsas, que garantem descontos de 50% ou 100% nas mensalidades.

A novidade da edição 2020.2 são as vagas em cursos de graduação na modalidade a distância (EaD).

Como consultar bolsas

Para verificar quais as bolsas de estudo disponíveis, basta acessar o site do ProUni e clicar em Pesquisar Bolsas. A consulta pode ser feita pelo nome do curso, pela instituição de ensino ou pelo município.

Para se inscrever, é necessário efetuar o cadastro no Login Único do governo federal, fazer a busca e selecionar duas opções de curso, turno e modalidade de concorrência (ampla ou ações afirmativas). Depois, basta confirmar a inscrição.

É importante lembrar que é possível entrar no sistema e fazer alterações nas opções de cursos e faculdades até as 23h59 do dia 17 de julho.

O resultado da primeira chamada do ProUni será divulgado em 21 de julho e o prazo para comprovação das informações será de 21 a 28 de julho. As informações estão disponíveis no site.

Quem pode participar do ProUni?

  • Estudantes que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou na condição de bolsistas de colégio particular;
  • Candidatos com deficiência;
  • Professores do ensino básico na rede pública, desde que concorram às vagas em cursos de licenciatura. Esta modalidade não considera os critérios de renda.

As bolsas integrais são ofertadas a candidatos com renda familiar per capita mensal de até um salário mínimo e meio, ou seja, aproximadamente R$ 1,5 mil.

As bolsas parciais, com desconto de 50% nas mensalidades, são voltadas a participantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês, ou seja, R$ 3.135.

Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, é também redatora do portal FDR, produzindo pautas sobre economia popular, finanças e programas sociais.