publicidade

A maioria dos candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 escolheu maio de 2021 para a aplicação das provas. A enquete foi realizada no próprio site do exame entre os dias 20 e 30 de junho e servirá de base para a definição das novas datas pelo Ministério da Educação (MEC). A expectativa é de que a divulgação ocorra em até três semanas.

ENEM 2020: Após realização de enquete, confira previsão para nova data do exame!
ENEM 2020: Após realização de enquete, confira previsão para nova data do exame! (Imagem: FDR)
publicidade

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 19,3% dos inscritos participaram da votação, o que corresponde a 1.113.350 de pessoas.

Entre os participantes, 50% responderam que preferem a prova em maio de 2021. O presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirmou que a definição também vai considerar as posições de entidades do ensino médio e superior.

Entre os órgãos a serem consultados estão: o Conselho dos Secretários Estaduais de Educação (Consed), o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes).

A articulação é necessária porque a nota no Enem é usada como critério de acesso a universidades públicas por diversos programas.

Atraso do ENEM 2020 influencia acesso ao ensino superior

Para Lopes, a aplicação em maio pode dificultar o ingresso no ensino superior no primeiro semestre do ano que vem.

Inicialmente, o Enem 2020 estava previsto para novembro, mas foi adiado em razão da pandemia do coronavírus, que provocou a suspensão de aulas presenciais em todos os estados.

Segundo a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), a data de maio já era esperada, mas a quantidade de participantes na enquete ficou abaixo do previsto. A entidade apoiou a iniciativa do MEC de debater com diversos órgãos antes da definição oficial do exame.

As opções de datas eram:

(Imagem: G1/ Inep)

Nesta semana, a Câmara dos Deputados aprovou o texto de medida provisória que estabelece “normas excepcionais” para os sistemas de ensino estaduais devido à pandemia.

Entre os itens discutidos, está a determinação de que a nova data do Enem seja definida em conjunto com os sistemas estaduais de ensino.

Na maioria das regiões, as aulas presenciais estão suspensas desde maio e ainda não há previsão de retorno. Para maiores informações sobre educação, acesse a editoria de carreiras do FDR.

Mônica Chagas Ferreira é mestranda em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) e formada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Como pesquisadora, estuda Análise do Discurso na perspectiva foucaultiana, contemplando relações de saber, poder e política presentes na mídia. Enquanto jornalista, já atuou em rádios e veículos impressos. Atualmente trabalha como assessora de comunicação e redatora do portal FDR, na editoria de educação e carreiras.