publicidade

Ao que tudo indica os efeitos da epidemia vão muito além da área médica. As relação humanas daqui para frente serão completamente diferentes e isso interfere diretamente no nosso trabalho. O que virá na pós-pandemia?

Pós-pandemia
Pós-pandemia: 5 profissões que estarão em ALTA e tendências para o mercado de trabalho(Imagem: Reprodução Google)
publicidade

Além da maneira como o trabalho será realizado, os meios de contratação, de seleção e até as carreiras atuais precisarão se adaptar para a nossa nova rotina.

Como toda mudança no mercado de trabalho, algumas carreiras e profissões acabam sendo mais beneficiadas do que outras e estarão em alta daqui para frente, confira 5 delas:

1. Customer Experience

Embora o nome pareça complicado, esse é um conceito bem simples. Na tradução do inglês, Customer Experience significa “experiência do cliente”, a área engloba todas as funções necessárias no relacionamento com eles.

Muitas empresas estão passando a utilizar esse termo para definir a área responsável pelo atendimento ao seus clientes, sabendo que é a experiência com a empresa que vai ficar gravada no cliente e determinar se será ou não fidelizado.

Embora a maior parte dos cargos na área são de atendimento, as melhores e mais procuradas funções da área são:

  • Customer Experience Analyst (Analista de CX)
  • Customer Experience Manager (Gerente de CX)

** CX é a abreviação de Customer Experience e não de “caixa”! 

2. Planejamento e Gestão Financeira

Com a movimentação agitada na bolsa de valores e muitas demissões acontecendo nos mais diversos setores, muitos brasileiros começar a perceber a importância de se planejar financeiramente.

Mais importante do que realizar os investimentos mais rentáveis é saber a quantidade ideal de recursos para se guardar para o futuro ou emergência.

Um profissional que ainda é pouco utilizado no Brasil, mas já é comum em países mais desenvolvidos, é o Planejador Financeiro ou Consultor Financeiro.

Seja para programar uma aposentadoria, sair das dívidas, planejar a compra de um imóvel, etc. Diversos objetivos financeiros estão no escopo desse profissional que para manter a transparência, o não pode ter vínculos empregatícios com nenhum banco ou empresas financeiras.

3. Logística

Com o aumento das compras e vendas pela internet e as entregas de produtos, com certeza o setor terá cada vez mais relevância na economia.

É importante lembrar, que a aviação e a malha aérea também fazem parte do setor logístico, 

que vai precisar suprir as rotas que ficarão fechadas por mais tempo.

Serão mais empresas que vão precisar inaugurar ou ampliar a área responsável pelas entregas de produtos ou matérias primas.

4. Data Science

Para entender melhor para que serve um profissional de Data Sciense, é importante entender o que é o Big Data, um conjunto massivo e complexo de dados que mesmo difíceis de se processar são extremamente valiosos.

É com esse tipo de informação, por exemplo, que grandes empresas de tecnologia consegue se destacar e diferenciar no mercado e nos tipos de publicidade que escolhem.

Com uma produção cada vez vez maior de informações, a área responsável por estudá-las e analisá-las tem cada vez mais demandas.

Fazem parte dos times de Data Science:

  • Analistas de dados;
  • Desenvolvedores;
  • Administradores.

5. Cibersegurança

Com tantas informações valiosas disponíveis, as empresas também precisam de sistemas que garantam a proteção e segurança desses dados.

As últimas leis sobre o tema no Brasil também deixam clara a responsabilidade com dados dos cliente por exemplo.

Assim, é da responsabilidade de uma empresa que realizou o cadastro dos clientes, por exemplo, manter as informações seguras evitando que criminosos usem essa base de dados para aplicar golpes.

Por isso muitas empresas vão precisar criar protocolos do tipo aqui no Brasil ou contratar prestadoras de serviço com essa habilidade no período pós-pandemia.

Sandro Campos possui bacharelado em Ciências e Humanidades e Ciências Econômicas pela Universidade Federal do ABC (UFABC). No mercado de trabalho, tem passagem pelo Banco Mercantil do Brasil, como gerente de relacionamento. Atuou também como assessor de investimentos no Itaú Personnalité e na XP Investimentos. Atualmente, trabalha como Consultor Financeiro e dedica-se à redação do portal FDR.