Seguro desemprego paga quantas parcelas? Veja aqui!

Muitos postos de trabalho foram perdidos por conta da pandemia do coronavírus. O distanciamento social trouxe algumas dificuldades para as empresas e, consequentemente, os trabalhadores acabam sofrendo mais. Por isso, muitos desempregados querem saber mais informações a respeito do seguro desemprego. Uma das maiores dúvidas é com relação à quantidade de parcelas.

Seguro desemprego paga quantas parcelas? Veja aqui!
Seguro desemprego paga quantas parcelas? Veja aqui! (Imagem FDR)

O trabalhador pode receber de 3 a 5 parcelas e isso vai depender do tempo de trabalho. Caso tenha trabalhado no mínimo 6 meses, o beneficiário garante três parcelas. Para ter direito a quatro parcelas é necessário ter no mínimo 12 meses de trabalho e 24 meses para receber cinco.

Para solicitar o seguro-desemprego pela primeira vez, o trabalhador precisa ter atuado por pelo menos 12 meses com carteira assinada em regime CLT. Na segunda solicitação é preciso ter atuado por 9 meses. Do terceiro pedido em diante, o beneficiário precisa ter pelo menos 6 meses de trabalho. Além disso, uma das regras é ter a distância de pelo menos 16 meses entre uma e outra solicitação.

Quem tem direito

Os trabalhadores que tenham atuado em regime CLT e tenham sido dispensados pela empresa sem justa causa podem receber o seguro desemprego. Outra possibilidade é quando há a dispensa indireta, ou seja, o empregador tenha cometido falta grave com o empregado e isso configure uma quebra de contrato.

Aqueles que tenham tido contrato suspenso em virtude de participação em programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador, também podem solicitar o seguro-desemprego. Além desses casos, os pescadores profissionais também tem o direito de receber durante o período defeso.

Vale ressaltar que qualquer indivíduo que seja regatado de trabalho escravo também pode pedir o seguro-desemprego. Cada um desses casos é avaliado para definir valores e quantidade de parcelas.

Valor do seguro desemprego

Desde maio desse ano, o valor do seguro-desemprego sofreu um aumento e passou a ser R$ 1.813,03. O valor limite aumentou em R$ 77,74 em relação ao valor antigo (R$ 1.735,29) e será pago para aqueles trabalhadores com salário médio acima de R$ 2.666,29.

Os demais devem somar os últimos três salários e dividir por 3, se o resultado for:

  • Até R$ 1599,61 – multiplica valor por 0,8 (80%)
  • De R$ 1599,62 até R$ 2666,29 – multiplica o valor por 0,5 (50%) e soma mais R$ 1279,69

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amanda Castro
Amanda Castro é graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP) e graduanda de Administração pela Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE). É responsável pela área de negócios, tráfego e otimização SEO do portal FDR. Além disso, atua como redatora do portal FDR e demais portais de notícias desde 2017, produzindo conteúdo sobre economia, finanças pessoais e programas sociais.