Governo de Goiás anuncia isolamento mais RÍGIDO com liberação apenas de 3 setores

Com o objetivo de aumentar o isolamento social, prefeitos e governadores estão tomando medidas mais rigorosas para tentar manter a população em casa. É o que vai acontecer em Goiás, onde o governador Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que só vai liberar três serviços que considera essenciais: supermercados, farmácias e produção de alimentos.

Governador de Goiás anuncia isolamento mais RÍGIDO com liberação apenas de 3 setores
Governador de Goiás anuncia isolamento mais RÍGIDO com liberação apenas de 3 setores (Foto: Google)

Ainda não existe data definida para a publicação do documento que deve seguir os moldes do anterior, publicado em março.

Ronaldo considera a medida extremamente importante já que visa aumentar o índice de isolamento social no estado, uma das principais maneiras de evitar a contaminação pelo coronavírus.

Goiás chegou a ser o estado com o maior índice de isolamento social, porém com a diminuição das restrições, despencou para as últimas posições do ranking realizado com base na pesquisa feita com dados celulares.

Ao ser perguntado se o estado voltaria a seguir o que foi ordenado no primeiro decreto no mês de março, Ronaldo disse que sim. Ele ressaltou que somente o que for essencial vai funcionar e vai contar com toda a área de segurança pública.

O novo decreto está sendo redigido de forma acelerada e ele espera que quando o documento começar a vigorar, o isolamento social fique novamente próximo de 60%.

Goiás não seguirá decreto de Bolsonaro

Ronaldo também foi questionado se irá se guiar pelo decreto do presidente Jair Bolsonaro que incluiu como serviços essenciais, os salões de beleza, barbearias e academias de esportes, e respondeu que não seguirá de maneira nenhuma.

“Como você vai colocar uma pessoa convivendo em um ambiente fechado, as pessoas em intensa sudorese, tocando todos os aparelhos? Ali também tem gotículas de saliva, pessoas intercalando cada aparelho de academia. Não tem a menor hipótese, não será de maneira alguma autorizado no estado de Goiás”, disse Ronaldo.

Hospital de Campanha

Outro ponto levantado foi sobre o hospital de campanha construído pelo governo federal em Águas Lindas de Goiás, no entorno do DF. O governador disse que a estrutura já está finalizada, mas o funcionamento ainda não foi iniciado.

Por fim, Ronaldo demonstra preocupação em não receber para o hospital, estrutura para os leitos de UTI que constavam no planejamento da unidade desde o início.

“O governo federal nos entregaria 40 leitos de UTI com monitores, respiradores, e 160 leitos de enfermaria com toda a tubulação montada. Mas a última informação é que vão entregar os 200, mas o único ponto que vão poder sustentar é a canalização de oxigênio”, finalizou.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Governo de Goiás anuncia isolamento mais RÍGIDO com liberação apenas de 3 setores

×
Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira, formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo, atua como do redator do portal FDR produzindo matérias sobre economia em geral e também como repórter do site Aparato do Entretenimento cobrindo o mundo da TV e das artes.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA