Coronavírus: 1,5 milhões de brasileiros recorrem ao seguro desemprego na crise

Mediante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, diversas empresas estão tendo que fechar as portas, ou até mesmo reduzir o quadro de funcionários para sobreviver e não entrar em prejuízo. Neste sentido, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Economia nesta segunda-feira (11), 1,5 milhão de trabalhadores formais foram demitidos em março e abril deste ano. Passando a ter direito ao pedido do seguro-desemprego.

Coronavírus: 1,5 milhões de brasileiros recorrem ao seguro desemprego na crise (Reprodução/Internet)
Coronavírus: 1,5 milhões de brasileiros recorrem ao seguro desemprego na crise (Reprodução/Internet)

Este total representa um salto de 31% quando comparado ao mesmo período de 2019, nesta época o total de pedidos ficou pouco abaixo de 1,2 milhão.

O retrato é referente ao crescimento provocado pela pandemia e também a flexibilização do próprio governo na questão de pagamentos de impostos, com a medida provisória que autoriza a redução temporária de contratos para evitar desligamentos.

Quando observados os índices de janeiro a abril deste ano, o número de pedidos foi de 2,3 milhões, mas não considera os 250 mil benefícios represados. Deste total, foram 537 mil pedidos de seguro-desemprego em março e 748 mil em abril.

Somente no mês passado, os setores mais impactados foram de serviços com 41,6%, já o comércio com 27,7%, indústria 19,9% e agropecuária com 3,7%.

Em relação ao sexo, homens representam 57% dos requerentes, e idade com maior número de pedidos é de 30 e 39 anos com 33%. A pesquisa divulgada pelo Ministério mostra também que 62% dos trabalhadores demitidos tinham apenas o ensino médio completo.

Solicitando o Seguro Desemprego

Com os postos de atendimento fechados, a orientação é de realizar todo o procedimento através da internet.

A solicitação online pode ser realizada de duas formas, sendo através de no site do Gov.br ou através do app “Carteira de Trabalho Digital” – disponível para download em aparelhos que usam os sistemas operacionais Android e iOS.

É importante que o profissional detalhe as documentações pessoais básicas como CPF, nome completo, e-mail e telefone. Ainda é necessário ter em mãos o número do requerimento para finalizar a solicitação.

O seguro-desemprego é pago pelo governo federal para os trabalhadores CLT que foram demitidos sem justa causa. Para obter é necessário atender alguns critérios de elegibilidade. O valor do benefício varia de R$ 1.045 a R$ 1.813,03.

Você gostou deste conteúdo? AVALIE:

Avaliação média: 0
Total de Votos: 0

Coronavírus: 1,5 milhões de brasileiros recorrem ao seguro desemprego na crise

REDAÇÃO
Cobertura e repercussão de assuntos que impactam o bolso de todos os brasileiros. A redação do FDR.com.br traz diariamente assuntos relevantes de uma forma descomplicada e confiável.
×

Este cartão de crédito sem anuidade está selecionando pessoas para receber possível limite agora!

VER AGORA