IPVA 2024 vence em janeiro; confira calendário de pagamento e pague em dia

O Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA 2024) é um assunto de interesse de muitos habilitados no Brasil. O tributo, inclusive, já está ativo em alguns estados do país. Vale lembrar que a taxa é a nível estadual. Veja detalhes para o próximo ano.

IPVA 2024 vence em janeiro; confira calendário de pagamento e pague em dia
IPVA 2024 vence em janeiro; confira calendário de pagamento e pague em dia. Imagem: FDR

O IPVA 2024 é uma obrigação aplicada para os proprietários de veículos, cujo cálculo é realizado com base no valor de mercado. A quitação deste imposto é um pré-requisito para obter o licenciamento do automóvel.

Calendários do IPVA 2024

IPVA DF

O IPVA de 2024 já está no radar dos proprietários de veículos, baseando-se no que ocorreu em 2023. O calendário fiscal do próximo ano deve ser divulgado até o mês de dezembro. Portanto, é fundamental estar preparado.

IPVA SP

O IPVA 2024 em São Paulo está gerando expectativa, aguardando o calendário oficial, geralmente divulgado até dezembro. A tradição indica que o tributo começa a ser cobrado em janeiro, com opção de pagamento à vista ou parcelado em até 5 vezes.

IPVA MG

A chegada do IPVA 2024 em Minas Gerais é aguardada, com o calendário oficial previsto para ser liberado até dezembro. Tradicionalmente, o imposto entra em vigor no primeiro trimestre, com opção de pagamento à vista ou parcelado em até 3 vezes.

Quem tem direito à isenção do IPVA 2024

Condutores com determinadas doenças podem solicitar a isenção do IPVA 2024 através da apresentação de exames e laudos médicos que comprovem o estado de saúde alegado. Veja:

  • Acidente vascular cerebral (AVC);
  • Doença de Parkinson;
  • Acidente vascular encefálico;
  • Paraplegia;
  • Amputação;
  • Paralisia cerebral;
  • Artrite reumatóide;
  • Neuropatia diabética;
  • Artrodese;
  • Nanismo;
  • Artrose;
  • Mastectomia;
  • Autismo;
  • Má formação ou encurtamento de membros;
  • Câncer;
  • Manguito rotador;
  • Deficiência mental;
  • Linfoma;
  • Deficiência visual;
  • Lesões com sequelas físicas;
  • Doenças degenerativas;
  • Lesão por esforço repetitivo (LER);
  • Esclerose múltipla;
  • Escoliose acentuada;
  • Tetraparesia;
  • Poliomielite;
  • Tetraplegia;
  • Tendinite crônica;
  • Problemas na coluna;
  • Talidomida;
  • Problema renal crônico com uso de fístula;
  • Síndrome do túnel do carpo;
  • Próteses internas ou externas;
  • Quadrantomia.

Vittoria Fialho
Jornalista formada pela Universidade Católica de Pernambuco, já esteve como repórter no Diario de Pernambuco e no Portal NE45 Minutos. Nos veículos, fez parte das editorias de redes sociais e esportes. Também acumula experiência na assessoria de imprensa do Clube Náutico Capibaribe. Suas redes sociais são: @vtfialho e [email protected].