IPVA 2024 para os moradores de São Paulo já está disponível para consulta? Saiba mais

O IPVA 2024 no estado de São Paulo terá alíquotas entre 1% e 4% segundo o tipo de carro. Pagamento poderá ser feito parcelado. Decisão recente do governador do estado vetou a isenção a um grupo. Entenda melhor como será o pagamento do imposto no estado.

IPVA 2024 para os moradores de São Paulo já está disponível para consulta? Saiba mais
IPVA 2024 para os moradores de São Paulo já está disponível para consulta? Saiba mais(Imagem: FDR)

No início do próximo ano centenas de pessoas pagarão o IPVA 2024, imposto cobrado sobre veículos. O cálculo do importo é feito a partir da tabela da Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo, que ainda não foi divulgada.

IPVA 2024 em São Paulo

  • O imposto em São Paulo terá a alíquota de 4% para automóveis movidos a gasolina, eletricidade, flexíveis, a diesel ou qualquer outro tipo de combustível;
  • De ​2% para caminhonetes com cabine simples (que comportam até 3 pessoas), motocicletas e ônibus
  • De 1,5% para caminhões;
  • E de 1% para veículos usados para locação.
  • A tabela de cálculo está disponível no site da  Secretaria da Fazenda e Planejamento de São Paulo;
  • As regras de pagamento devem ser as mesmas desse ano, ou seja, será possível fazer o parcelamento em até 5 vezes ou a vista, com ou sem desconto;
  • A novidade é o pagamento via PIX, que também deve ser feito através do site da Secretaria de Planejamento de São Paulo

Isenção do IPVA em São Paulo

  • Em São Paulo a isenção é aplicada aos carros com mais de 20 anos de fabricação, ou seja, fabricados a partir de 2004;
  • Além disso, táxis, veículos oficiais e carros de pessoas com deficiência também têm isenção do imposto;
  • Os créditos do Programa Nota Fiscal Paulista puderam ser usados para o abatimento do valor do IPVA 2024, mas, o prazo foi encerrado no mês de outubro;
  • No último dia 20 de outubro o Governador Tarcísio vetou a isenção para carros elétricos.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.