Sacar o FGTS para viajar nas férias é um bom negócio? Descubra a verdade

Tem circulado a propaganda da CVC, tradicional empresa de turismo do país, induzindo o trabalhador a sacar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para viajar nas férias. O assunto tem repercutido por aí, mas antes de tomar uma decisão é necessário entender se vale a pena usar seu dinheiro assim.

Sacar o FGTS para viajar nas férias é um bom negócio? Descubra a verdade
Sacar o FGTS para viajar nas férias é um bom negócio? Descubra a verdade (Imagem: FDR)

Não existe uma modalidade de saque do Fundo de Garantia para uso específico em uma viagem. O dinheiro acumulado devido ao tempo de serviço é voltado para outras situações. Por isso, para sacar o FGTS e comprar um pacote de turismo é preciso aderir a opção de saque-aniversário.

Nesta alternativa o trabalhador recebe de 5% a 50% do saldo disponível na conta, mais uma parcela bônus que pode chegar a R$ 2 mil. O dinheiro pode ser usado como o cidadão bem entender, inclusive para viajar. Um ponto importante é que aderindo a essa modalidade é preciso abrir mão do saque rescisão.

Como funciona o saque do FGTS para ir viajar

Para sacar o FGTS sem uma justificativa que esteja dentro das modalidades disponíveis na lei, o trabalhador terá que fazer um empréstimo. Na realidade é possível conseguir comprar um pacote de turismo apenas com um saque-aniversário. Neste caso é preciso ser aniversariante de novembro ou dezembro.

É que o saque anual é liberado sempre no mês de nascimento do cidadão. Isso significa que aqueles que já fizeram aniversário este ano já receberam a sua parcela. Mas o empréstimo libera um valor ainda maior, e mesmo tendo recebido em 2023 ainda é possível pedir pela antecipação.

Em parceria com o banco Digio, do Bradesco, a CVC permite que o cliente antecipe de uma única vez o que receberia entre 3 a 10 anos por meio do saque-aniversário. O valor é liberado com aplicação de juros, e a partir de então o valor que seria recebido pelo trabalhador a cada ano é destinado a pagar as parcelas.

Para autorizar que o banco faça esse tipo de operação é necessário:

  • Acesse o App FGTS e faça login;
  • Selecione “Empréstimo saque-aniversário”;
  • Agora escolha “Autorizar bancos a consultarem meu saldo”;
  • Digite o nome do banco “Digio”;
  • Confirme.

Os próximos passos são diretamente com o banco.

Vale a pena sacar o FGTS para viajar?

De acordo com Cíntia Senna, sócia-executiva da DSOP Educação Financeira, ao jornal Valor Investe, é preciso avaliar vários pontos antes de sacar o FGTS para viajar.

“Antecipar o saque-aniversário nada mais é do que um empréstimo. O trabalhador está pagando juros para usar um recurso que é seu”, diz.

Enquanto isso, Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Profissionais de Educação Financeira disse ao Valor que o ideal é que o trabalhador entenda qual seu cenário econômico. Ele não recomenda o uso do FGTS para essa finalidade quando:

  • Trabalhador está endividado; ou
  • Gasta tudo o que ganha, não conseguindo sobrar dinheiro para emergências.

Lila Cunha
Autora é jornalista e atua na profissão desde 2013. Apaixonada pela área de comunicação e do universo audiovisual. Suas redes sociais são: @liilacunhaa, e-mail: [email protected]