Resgate do FGTS neste fim de ano pode gerar DANOS ao bolso do trabalhador

Neste fim de ano, o resgate do FGTS deve ser feito com cautela. Com a proximidade do período de festas e férias, os gastos se intensificam, levando o trabalhador e tomar decisões que podem gerar danos financeiros. 

Resgate do FGTS neste fim de ano pode gerar DANOS ao bolso do trabalhador
Resgate do FGTS neste fim de ano pode gerar DANOS ao bolso do trabalhador. (Imagem FDR)

O fim de ano despertam desejos no trabalhador e, por consequência, algumas dúvidas. Um exemplo é a possibilidade de fazer o resgate do FGTS para comprar um pacote de viagens. E a resposta é, não. O saque do fundo de garantia possui regras específicas e, as mais populares são:

  • Demissão sem justa causa;
  • Compra de imóveis;
  • Aposentadoria;
  • Tratamento de doença grave.

Existe também a modalidade do saque-aniversário, que permite a retirada anual de até 50% do saldo presente em conta. No entanto, o trabalhador que optar pelo resgate do FGTS neste formato, perde o direito de saque em caso de demissão sem justa causa, tendo acesso somente ao valor da multa de 40%

Logo, uma alternativa para obter renda extra através do fundo de garantia neste fim de ano é a antecipação do saque-aniversário através de um empréstimo bancário.

Neste formato, a instituição financeira antecipa o valor do FGTS, permitindo que o trabalhador faça uso da forma que julgar conveniente, inclusive comprando um pacote de viagens.

Quem pode antecipar o resgate do FGTS?

A modalidade de saque-aniversário do FGTS permite que os trabalhadores com carteira assinada possam sacar uma parte do saldo de suas contas do Fundo de Garantia uma vez por ano, no mês de seu aniversário, de acordo com uma tabela divulgada pela Caixa Econômica.

Além disso, os trabalhadores que optarem por essa modalidade de saque também têm o direito de antecipar até três parcelas do saque-aniversário do FGTS, desde que respeitem o calendário divulgado pela Caixa.

Para ter direito à antecipação do saque-aniversário do FGTS, o trabalhador precisa atender aos seguintes requisitos:

  • Possuir conta ativa ou inativa no FGTS;
  • Ter aderido à modalidade de saque-aniversário pelo menos dois meses antes do seu mês de aniversário;
  • Ter saldo disponível no FGTS para a antecipação.

Como solicitar o resgate do FGTS?

Pelo aplicativo do FGTS

  1. Acesse sua conta de FGTS por meio do APP FGTS ou do site do FGTS na CAIXA;
  2. Autorize a Caixa a consultar a consultar seu FGTS>>Principal>>Autorizar Bancos>>Empréstimo Saque Aniversário>>Instituições Financeiras>>selecione a CAIXA>> clique em Confirme;
  3. Enquanto você está no APP FGTS ou no site do FGTS na Caixa, você pode consultar os valores do seu Saque Aniversário;
  4. Em seguida, acesse o IBC – Internet Banking Caixa e Mobile ou procure uma Agência da Caixa.

Pelo Internet Banking da Caixa

  1. Clicar na opção Crédito >>escolher “Empréstimo Antecipação Saque Aniversário”, onde estará disponível dois botões: “Simular” e “Contratar”.
  2. Clique em Simular: a opção apresentará o valor total do empréstimo, considerando o saldo do dia;
  3. Após a simulação, confirme seus dados cadastrais, confira o restante das informações, insira sua senha eletrônica e confirme para concluir a solicitação.
  4. Após o bloqueio do valor pelo FGTS, a contratação é confirmada, e o valor contratado é creditado na conta do cliente no próximo dia.

Pelo Caixa Tem

  1. Acessar o aplicativo com o CPF e senha de acesso.
  2. Clicar na opção “Empréstimo Saque Aniversário”, onde será apresentada a simulação de acordo com o saldo do dia.
  3. Clique em Contratar para avançar para finalizar ou em alterar simulação para novos valores. 
  4. Após a simulação, efetua a leitura e aceite dos termos e condições da operação.
  5. Digite a senha do Caixa Tem para finalizar a contratação.
  6. Após o bloqueio do valor pelo FGTS, a contratação é confirmada, e o valor contratado é creditado na conta do cliente no próximo dia.

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.