Instituto Sigilo abre consulta para indenização do Auxílio Brasil no valor de R$ 15 mil

O Instituto Sigilo abriu a consulta para que haja o pagamento referente à indenização do Auxílio Brasil. Os beneficiários que foram avisados pela Caixa Econômica Federal serão contemplados com um pagamento avaliado em R$ 15 mil. Veja abaixo como você pode receber o valor em conta do programa.

Instituto Sigilo abre consulta para indenização do Auxílio Brasil no valor de R$ 15 mil (Imagem: FDR)

A Caixa Econômica Federal acabou sendo condenada ao pagamento de R$ 15 mil aos cidadãos que tiveram seus dados vazados pelo Auxílio Brasil. O programa, sob gerência do banco estatal, acabou sendo penalizado. Desta forma, os cidadãos estão animados com a possibilidade de receber esta quantia em conta.

Porém, não serão todos os cidadãos que estavam vinculados ao Auxílio Brasil que receberão a indenização. Apenas aqueles que tiveram os seus dados indevidamente vazados. Para saber se será contemplado ou não, o Instituto Sigilo abriu a consulta gratuita para que as pessoas possam verificar os seus dados.

Para verificar se teve os seus dados vazados, veja o que fazer abaixo:

Quais foram os dados vazados do Auxílio Brasil?

O caso ocorreu em 2022. Na época, foram aproximadamente quatro milhões de brasileiros que tiveram os seus dados vazados. Desta forma, alguns destes cidadãos foram avisados pela instituição financeira que seriam beneficiados. Enquanto isto, outra leva de brasileiros não sabe se pode ser contemplada.

Veja abaixo quais foram os dados supostamente vazados pela Caixa Econômica Federal dos beneficiários do Auxílio Brasil:

O que disse o banco sobre o vazamento?

De acordo com a instituição financeira, não foram constatados erros por parte do próprio banco. Desta forma, a Caixa afirma que vai recorrer à decisão tomada em justiça para que o pagamento das indenizações seja suspenso.

Flávio CostaFlávio Costa
Estudante de jornalismo, já atuou na área de assessoria política ao compor o time de comunicação da atual governadora do estado, durante sua campanha eleitoral. Anteriormente, cursou 2 anos no curso de relações internacionais, podendo ampliar sua visão no aspecto macro e micro do cenário nacional e internacional. Fluente em inglês, já atuou como professor de idiomas e também de matemática. Por fim, trabalhou ainda como analista de operações pelo grupo Amazon. Atualmente, dedica-se a universidade e ao portal FDR. Suas redes sociais são @flavioarcosta e flavioarcosta@gmail.com.
Sair da versão mobile