Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil ainda está disponível para solicitação

Cerca de 4 milhões de pessoas têm direito à indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil. Valor será pago pela Caixa e União e a consulta já foi liberada. Veja quem terá direito ao valor.

Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil ainda está disponível para solicitação
Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil ainda está disponível para solicitação (Imagem FDR)

Em setembro desse ano a Justiça determinou o pagamento de indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil. Após isso, um levantamento apontou que cerca de 4 milhões de brasileiros poderão ser beneficiados. A sentença da 1ª Vara Cível Federal de São Paulo tem como réus:

  • Caixa Econômica Federal,
  • União,
  • Dataprev
  • ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados)

Indenização de R$ 15 mil pelo Auxílio Brasil

A sentença veio após a comprovação de vazamento de dados dos beneficiários do Auxílio Brasil. Agora, o Instituto Sigilo (Instituto Brasileiro de Defesa da Proteção de Dados Pessoais, Compliance e Segurança da Informação) lançou um portal para a consulta dos beneficiários. A consulta pode ser feita seguindo os passos abaixo:

  • Acessar o site do Instituto Sigilo;
  • Clique em “Caso Auxílio Brasil – Tenho direito à indenização?”;
  • Insira os dados solicitados: nome completo, e-mail, CPF, telefone;
  • Assinale os dois itens e marque que você não é um robô.

Se você não teve os dados vazados, aparecerá na tela “Você não está elegível”. Caso, seus dados tenham sido afetados, você verá “Você está elegível”.

Dados vazados do Auxílio Brasil

Segundo o Instituto Sigilo, os seguintes dados podem ter sido vazados:

  • Endereço completo
  • Número de Celular
  • Data de nascimento
  • Valor do benefício recebido
  • Número do NIS (Número de identificação social)
  • Número do CadSUS

Não se sabe ao certo qual a intenção do vazamento dos dados, mas, existe uma suposição de que eles foram usados para a oferta de serviços bancários, como empréstimos.

A Caixa Econômica Federal já afirmou que não identificou o vazamento e que recorreu da decisão; com isso, ainda não há uma data para o pagamento das indenizações.

Jamille Novaes
Baiana, formada em Letras Vernáculas pela UESB, pós-graduada em Gestão da Educação pela Uninassau. Apaixonada por produção textual, já trabalhou como corretora de redação, professora de língua portuguesa e literatura. Atualmente se dedica ao FDR e a sua segunda graduação.