Mulher ERRA Pix e transfere quantia SURPREENDENTE para Bolsonaro

O ex-presidente Jair Bolsonaro saiu do poder no final do ano passado, mas ainda tem uma grande rede de apoiadores. Entre eles, está uma mulher que ao tentar ajudar Bolsonaro acabou fazendo um PIX com um valor bem mais alto do que desejava. Veja os detalhes.

Mulher ERRA Pix e transfere quantia SURPREENDENTE para Bolsonaro
Mulher ERRA Pix e transfere quantia SURPREENDENTE para Bolsonaro (Imagem FDR)

Esta mulher desejava doar um valor de R$350 para o ex-presidente, mas, sem querer, digitou um zero a mais e mandou R$3,5 mil através do PIX.

Mulher faz PIX para Bolsonaro com valor errado 

Através do grupo “Advogados Online”, no Facebook, a mulher fez um pedido desesperado  para tentar recuperar o dinheiro. “Estou desesperada e preciso de ajuda sobre problema com pix”, disse ela.

A mulher, identificada como Kailane, disse que fez essa doação via PIX no sábado, 24, e que está tentando resolver a questão junto ao Banco do Brasil. “O problema é que por descuido e sem óculos acabei colocando um zero a mais e foi R$ 3.500”, afirmou ela na publicação.

Vaquinha para ajudar Bolsonaro 

Os aliados do político divulgaram na última sexta, 23, a chave PIX de Bolsonaro para que as pessoas o ajudassem a pagar suas multas. O ex-presidente foi multado pela Justiça de São Paulo em R$ 377 mil, por desrespeitar a lei estadual ao não utilizar máscaras de proteção durante ato de 7 de setembro na avenida Paulista no ano de 2021.

Bolsonaro também tem várias outras multas aplicadas contra ele. No mês passado, foi decidido pela Justiça que ele deve pagar R$ 50 mil por ataque a jornalistas e R$ 30 mil ao senador Omar Aziz (PSD-AM), por ligar o nome dele, sem provas, ao crime de pedofilia.

Bolsonaro tem ainda processos nas esferas eleitoral e criminal. Uma dessas ações está sendo julgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Esta ação pode deixar o politico inelegível por oito anos. A tendência é que a decisão seja pela inelegibilidade.

Este caso trata de quando o então presidente recebeu embaixadores no Palácio do Planalto em julho do ano passado. Neste encontro, ele atacou o sistema eleitoral do país a representantes de outras nações, e acusou a Justiça Eleitoral de fraudar as eleições para o prejudicar.

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.