Programa Mais Médicos retorna garantindo emprego para estudantes do FIES

Na última segunda-feira, 20, o Ministério da Saúde anunciou o retorno do programa Mais Médicos pelo Brasil. A iniciativa chega repleta de novidades, garantindo, inclusive, emprego para estudantes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

Programa Mais Médicos retorna garantindo emprego para estudantes do FIES
Programa Mais Médicos retorna garantindo emprego para estudantes do FIES. (Imagem: FDR)

O programa Mais Médicos foi relançado com o propósito de contratar médicos brasileiros que possam atuar em regiões de extrema pobreza e com dificuldades no acesso a serviços de saúde. Na oportunidade, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, destacou a importância tanto dos profissionais nacionais quanto internacionais nesta causa. 

Logo, como forma de incentivo à ingressão no programa Mais Médicos, o Governo Federal oferece um bônus de até 80% no valor total das bolsas estudantis de médicos formados pelo Fies. Para ser beneficiado, será necessário atuar por, pelo menos, um ano em cidades com extrema necessidade e escassez dos serviços de saúde. 

No total, os contratos terão quatro anos de duração, e a mensalidade da bolsa de estudos poderá chegar a R$ 13 mil, independentemente da região de atuação. Na atenção primária, por exemplo, nas unidades básicas de saúde, 96 milhões de brasileiros terão acesso aos serviços por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Este atendimento inicial é fundamental para prevenir doenças e reduzir a situação de gravidade dos pacientes. Está previsto um investimento superior a R$ 700 milhões para este ano e a expectativa é que 28 mil profissionais estejam atuando pelo país até o fim do ano. 

Qual é o objetivo do Mais Médicos?

A iniciativa prevê a melhoria em infraestrutura e equipamentos para a saúde, a expansão do número de vagas de graduação em medicina e de especialização/residência médica, o aprimoramento da formação médica no Brasil e a chamada imediata de médicos para regiões prioritárias do SUS.

Para levar médicos imediatamente às localidades com escassez de profissionais, o programa Mais Médicos passou a garantir o atendimento da necessidade dos municípios na Atenção Básica com profissionais selecionados pelo Ministério da Saúde

Sendo assim, quando o programa foi lançado, em 2013, os municípios interessados puderam aderir e manifestar sua demanda, tendo solicitado cerca de 13 mil médicos no início. Essa necessidade foi posteriormente expandida para 14 mil, e, por fim, 18.240, demanda que foi totalmente atendida pelo Mais Médicos

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.