Financiamento de veículos registra PIORA em julho por conta DESTE motivo

Em julho, o financiamento de veículos registrou 436 mil unidades vendidas, entre novos e usados. Em relação ao mês anterior, houve uma queda de 2,8% no número, que abrange autos leves, motos e pesados em todo o país. Os dados foram divulgados pela B3 na última sexta-feira (12).

Financiamento de veículos registra PIORA em julho por conta DESTE motivo
Financiamento de veículos registra PIORA em julho por conta DESTE motivo (Imagem: Montagem/FDR)

Em comparação a julho do ano passado, o financiamento de veículos apresentou uma queda ainda maior. Neste caso, o recuo foi de 18,8% nas vendas.

No entanto, o segmento de autos leves registrou crescimento de 0,8% em relação a junho. Já na base anual, o número de financiamentos de veículos leves caiu 20,4%.

No caso do financiamento de veículos pesados, houve um aumento de 0,6% em relação ao mês anterior. Contudo, ao comparar com o mesmo período de 2021, foi observada uma redução de 18,2% nas vendas.

Já no acumulado do primeiro semestre, as vendas financiadas de veículos totalizaram 3 milhões de unidades. Isso equivale a uma redução de 10,7% em comparação ao mesmo período do ano passado. Entre os dois períodos, ocorreu uma redução de 368 mil unidades financiadas.

Fator que influenciou negativamente no financiamento de veículos

De acordo com a superintendente de Planejamento da B3, Tatiana Masumoto Costa, apesar da leve variação positiva no financiamento de veículos leves e pesados — em relação ao mês anterior —, existe uma tendência de queda em comparação ao ano passado.

Segundo a executiva, a queda no financiamento de veículos acontece “dadas as adversidades impostas pelo cenário econômico.

Nos últimos meses, o país vem enfrentando um cenário de forte inflação. No acumulado do primeiro semestre, a inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), chegou a 5,49%. Já nos últimos meses, o aumento dos preços ao consumidor chega aos dois dígitos.

Como forma de combater a escalada dos preços, o Banco Central vem elevando a taxa básica de juros, a Selic. Em janeiro, o indicador estava em 9,25% ao ano. Já em junho, a taxa de juros chegou ao patamar de 13,25% ao ano. Atualmente, o indicador está em 13,75% ao ano.

Quando a taxa básica de juros sobe, os juros cobrados em financiamentos — como de veículos — ficam mais altos. Isso acontece porque a Selic influencia todas as taxas de juros do país.

Confira a calculadora de financiamento de veículos:

Entre na comunidade do FDR e receba informações gratuitas no seu Whatsapp!

Silvio SuehiroSilvio Suehiro
Silvio Suehiro possui formação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atualmente, dedica-se à produção de textos para as áreas de economia, finanças e investimentos.