Quanto vão RENDER os investimentos com a NOVA Selic em 13,75%?

Pontos-chave
  • A Selic vem aumentando como forma de conter a inflação;
  • Diversos investimentos em renda fixa são favorecidos pela alta da taxa de juros;
  • A rentabilidade da poupança não sofrerá mudança com o reajuste atual.

Nesta quarta-feira (3), a taxa básica de juros, a Selic, aumentou de 13,25% ao ano para 13,75% ao ano. Entre outros, o reajuste feito pelo Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central causará impacto na rentabilidade dos investimentos em renda fixa, principalmente os atrelados à Selic e ao CDI.

publicidade
Quanto vão RENDER os investimentos com a NOVA Selic em 13,75%?
Quanto vão RENDER os investimentos com a NOVA Selic em 13,75%? (Imagem: Montagem/FDR)

Pela décima segunda vez consecutiva, o Copom elevou a Selic. A taxa básica de juros chegou ao maior nível desde novembro de 2016, quando estava em 14% ao ano. O ciclo de alta do indicador acontece desde março do ano passado, quando saiu da mínima histórica de 2% ao ano.

Apesar do patamar alto, o Copom informou que poderá elevar a Selic novamente na próxima reunião — que acontecerá no fim de setembro. O Comitê avaliará a necessidade de um novo reajuste, mas de menor intensidade.

publicidade

A taxa básica de juros é o principal instrumento do Banco Central para conter o aumento da inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No acumulado em 12 meses até junho, o aumento dos preços ao consumidor chegou a 11,89%.

A Selic funciona como uma referência para outras taxas da economia. A taxa básica de juros também causa reflexos na área dos investimentos. Quando há aumento da Selic, diversas aplicações de renda fixa passam a render mais. Consequentemente, as aplicações de renda variável ficam menos atrativas.

As aplicações que serão beneficiadas pela alta da Selic são as que seguem a própria taxa de juros. Exemplos são os títulos privados e do Tesouro Direto, e CDBs (Certificados de Depósito Bancário).

Quanto vão render os investimentos com a nova Selic em 13,75%?

Conforme simulações do buscador de investimentos Yubb, apuradas pelo g1, este será o rendimento bruto dos investimentos com a Selic a 13,75%:

  • Caderneta de poupança*: 6,17% (sem considerar no cálculo a Taxa Referencial)
  • Tesouro Selic: 13,65%
  • CDB banco médio: 15,70%
  • CDB banco grande: 10,24%
  • LC: 16,38%
  • LCA*: 13,38%
  • LCI*: 13,79%
  • RDB: 15,83%
  • Debênture incentivada*: 15,56%

*Estes investimentos são isentos de Imposto de Renda

publicidade

ao descontar o Imposto de Renda, estas é a simulação de rentabilidade das aplicações de renda fixa com a Selic a 13,75%:

  • Caderneta de poupança*: 6,17% (sem considerar no cálculo a Taxa Referencial)
  • Tesouro Selic: 10,92%
  • CDB banco médio: 12,56%
  • CDB banco grande: 8,19%
  • LC: 13,10%
  • LCA*: 13,38%
  • LCI*: 13,79%
  • RDB: 12,67%
  • Debênture incentivada*: 15,56%

As simulações tiveram como base uma alíquota de 20% de Imposto de Renda referente a prazos de vencimento entre 181 e 360 dias.

publicidade

Conforme observado, as debêntures são a modalidade com maior previsão de retorno. Estes são títulos emitidos por companhias para financiar suas operações e projetos.

Em seguida, os maiores retornos previstos são das Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Esses três investimentos, inclusive, possuem isenção de Imposto de Renda.

O aumento da taxa Selic torna os investimentos em renda fixa mais atrativos
O aumento da taxa Selic torna os investimentos em renda fixa mais atrativos (Imagem: Montagem/FDR)
publicidade

Investidores vêm buscando mais aplicações em renda fixa

Conforme levantamento do Yubb, no começo de agosto, as aplicações em renda fixa foram as mais buscadas no mercado financeiro. As mais procuradas em julho foram os CDBs, que possuem garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) para investimentos de até R$ 250 mil. Este foi o ranking mensal:

  1. CDBs
  2. Tesouro Direto
  3. LC/RDB
  4. LCI/LCA
  5. Ações livres
  6. Fundos de ações
  7. Debêntures
  8. Fundos imobiliários (FIIs)
  9. Fundos multimercado
  10. Fundos de índice (ETFs)

Rentabilidade da poupança não sofrerá mudanças com nova Selic

Apesar de alterar a rentabilidade de diversas aplicações mais seguras, não haverá mudança na caderneta de poupança. Isso acontece porque, quando a Selic está acima de 8,5% ao ano, os juros são fixos. Neste caso, o retorno é de 6,17% ao ano mais a Taxa Referencial (TR).

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Desde o ano de 2012, a poupança conta com dois tipos de remuneração, com esta regra:

publicidade
  • Taxa Selic de até 8,5%: para novos depósitos, o rendimento é de 70% da Selic + TR. Já para depósitos realizados até 2012, o rendimento é de 0,5% ao mês + TR (equivalente a 6,17% ao ano).
  • Taxa Selic acima de 8,5%: independentemente de quando o depósito for realizado, o rendimento é de 0,5% ao mês + TR (correspondente a 6,17% ao ano).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.