NOVO RG: veja qual a IDADE necessária para TIRAR a DOCUMENTAÇÃO do SEU FILHO

O novo RG já está disponível para a população. Gradativamente os Estados têm adotado o novo modelo do documento. Em meio às mudanças atuais, muitos pais ficam com a dúvida de quando podem emitir o Registro Geral para os filhos. 

publicidade

O que muitos ainda não sabem é que, até mesmo recém nascidos já podem ter o novo RG e serem reconhecidos oficialmente pelo Governo Federal. Umas das cidades que se tornou exemplo para esta medida é a capital paulista, que realiza o procedimento através das unidades do Poupatempo

Todos os postos do Poupatempo em território paulista realizam atendimentos de menores de idade com o propósito de viabilizar a retirada da primeira via do novo RG. Mas para isso, é essencial que os pais ou responsáveis estejam acompanhando os filhos. Além disso, é preciso se atentar à apresentação de alguns documentos:

  1. Documento de identificação oficial com foto do pai ou responsável;
  2. Certidão de nascimento do menor de idade – cópia e original.

Não é preciso se preocupar com a foto do menor de idade para o novo RG, pois ela será tirada no próprio local, assim como a coleta da assinatura e digital do jovem. Mas para ser atendido, é essencial fazer um agendamento pelo site do Poupatempo. Na plataforma o cidadão tem a chance de escolher a data, o horário e a unidade de atendimento desejada. 

publicidade

Vale mencionar que a emissão da primeira via do novo RG é totalmente gratuita, logo, não é necessário se preocupar com a cobrança de nenhuma taxa nos postos do Poupatempo, a menos que o interessado prefira receber o documento em casa pelos Correios. Neste caso, haverá a cobrança de uma taxa de R$ 9,09

Novo RG Digital

O novo RG Digital já tem caído no gosto da população brasileira. Apesar de o documento em formato digital não estar disponível em todas as unidades federativas, várias pessoas já estão ansiosas para saber como obtê-lo. 

O atrativo na RG Digital está relacionado à praticidade que este documento oferece, pois ele não se trata apenas da identidade, mas reúne uma série de documentos essenciais ao cidadão no dia-a-dia. Logo, a possibilidade de evitar carregar uma papelada na carteira ou correr o risco de perdê-los já é uma vantagem e tanto. 

Antes de mais nada, é importante explicar que a diferença entre o RG Digital e o RG Único consiste no fato de que, o segundo, unifica os números do RG e CPF. Logo, apenas o Cadastro de Pessoa Física valerá oficialmente como identificação. 

Outro detalhe é que, o prazo para implementação deste documento vai até o ano de 2023. A partir de então, o RG Digital poderá ser acessado digitalmente pela plataforma Gov.br e validado via QR Code. Na prática, o documento está hospedado em um aplicativo oferecido exclusivamente por cada estado onde o documento já é válido. 

Diferente de outros documentos digitais como o CPF, a emissão do RG Digital deve ser feita por cada estado. Por esta razão, nem todos disponibilizam a plataforma online que viabiliza o acesso aos documentos. Veja a seguir a lista dos estados que oferecem este novo recurso:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
  • Alagoas;
  • Distrito Federal;
  • Goiás;
  • Pará;
  • Paraíba;
  • Rio de Janeiro;
  • São Paulo;

O procedimento pode ser feito de modo semelhante nos aplicativos dos estados mencionados acima. Observe:

  1. Baixe e instale o app do RG Digital do seu estado;
  2. Selecione a opção “Adicionar RG” e faça o escaneamento do QR Code disponível no verso do documento físico;
  3. Faça a prova de vida através do reconhecimento facial;
  4. Crie uma senha para acessar o documento;
  5. Em seguida, você já poderá visualizar o seu RG Digital e tê-lo consigo.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.