Como começar a investir em Bitcoin? Quais os riscos? Quanto pode render? Pode gerar perdas?

Pontos-chave
  • O interessado pode investir direta ou indiretamente em bitcoin;
  • A moeda digital oferece alguns riscos;
  • O rendimento do bitcoin depende da lei de oferta e demanda.

Entre as criptomoedas existentes no mercado, o bitcoin é a mais conhecida de todas. Esta foi a primeira moeda digital descentralizada de código aberto do mundo. Ou seja, os pagamentos em transações online podem ser realizados sem intermediários, de modo mais seguro e rápido.

publicidade
FDR Responde: como começar a investir em Bitcoin? Quais os riscos? Quanto pode render? Pode gerar perdas?
FDR Responde: como começar a investir em Bitcoin? Quais os riscos? Quanto pode render? Pode gerar perdas? (Imagem: Montagem/FDR)

O bitcoin é uma criptomoeda gerada a partir de um código totalmente digital. Por conta disso, não existe uma versão física desse ativo. Essa moeda digital foi criada dentro de uma tecnologia que se chama blockchain, que usa a criptografia.

Por ser uma moeda digital descentralizada, não existe intermediação de governos ou bancos sobre o bitcoin. Desse modo, o ativo digital não é regulamentado — e tudo ocorre de forma digital, na internet.

publicidade

Como começar a investir em Bitcoin?

O investimento em bitcoin pode ser realizado de algumas formas. Para aplicar diretamente na moeda digital, o interessado precisará abrir conta em alguma exchange (um tipo de corretora de valores, mas que atende somente criptomoedas).

Entre as exchanges que disponibilizam negociação em reais, estão a Binance, Foxbitt e Mercado Bitcoin. O investidor poderá escolher o tamanho do aporte. Geralmente, os investimentos mínimos estabelecidos pelas plataformas são de R$ 50.

Ainda há outras formas indiretas de aplicar em bitcoin, como por meio de ETFs (Exchange Traded Funds), ou fundos de índices. Estes são um tipo de fundos de investimento que possuem, como base, o bitcoin. A negociação desses ativos acontece na bolsa de valores — por intermédio de alguma corretora de valores.

Tributação do investimento em Bitcoin

A depender do montante que será movimentado e investido mensalmente, a pessoa pode ter benefícios tributários ao aplicar como pessoa física.

Ao considerar a negociação direta em criptomoedas, caso a pessoa tenha realizado vendas em montante acima de R$ 35 mil por mês, os possíveis lucros com essas operações estarão sujeitos a retenção de imposto de ganho sobre capital.

O pagamento precisa ser feito no mês seguinte ao da venda. Esse procedimento acontece por meio do Documento de Arrecadação das Receitas Federais (Darf).

publicidade

Já no caso de investimento em ETFs, o cidadão precisará pagar imposto de ganho de capital com a operação. No caso desse ativo, todo investimento paga Imposto de Renda.

Quais os riscos? Pode gerar perdas?

Antes de começar a investir em bitcoin, o interessado deve ter em mente que existem riscos. Os perigos decorrentes desse mercado são de variadas fontes, mas todos estes podem resultar em perda do dinheiro investido.

O bitcoin é um investimento que possui uma volatilidade bastante alta. Ou seja, o preço dessa moeda digital oscila de forma recorrente — e, em diversos casos, de modo brusco. Historicamente, é possível observar tanto grandes valorizações quanto desvalorizações em pouco tempo.

publicidade

Por se tratar de um investimento de renda variável, não é possível garantir o ganho de capital. No final da operação, inclusive, o investidor pode até perder dinheiro. Apesar disso, essa modalidade conta com maior potencial de ganho em relação aos ativos de renda fixa.

Como não enfrenta regulamentação por instituições financeiras ou não tem lastro com outro ativo, o bitcoin está grandemente exposto à especulação financeira — bastante acima de outros ativos tradicionais existentes.

Outro perigo relacionado a essas operações são os ciberataques. Devido ao funcionamento com base na tecnologia blockchain, as transações com bitcoin são seguras. No entanto, as exchanges podem sofrer ataques de criminosos virtuais.

publicidade
O investimento direto em bitcoin acontece por intermédio de uma exchange
O investimento direto em bitcoin acontece por intermédio de uma exchange (Imagem: Montagem/FDR)

Quanto pode render?

De modo geral, o preço das criptomoedas varia conforme a lei da oferta e demanda. Sendo assim em tempos em que as moedas digitais ganham mais atenção, elas tendem a ser mais buscadas pelos investidores — de forma a aumentar o volume de compras. Neste cenário, os valores tendem a subir.

Segundo o site Bitcoin.org, existe somente um número limitado de bitcoins em circulação. Novos bitcoins são criados em uma taxa previsível e decrescente. Isso significa que a demanda deva seguir esse patamar para manter seu preço estável.

publicidade

Por se tratar de um mercado ainda pequeno, poucas operações com as moedas digitais podem causar um grande reflexo nas operações. As cotações do bitcoin podem ser muito voláteis.

Diante da possibilidade de perdas, o interessado deve verificar se o próprio perfil de investidor se enquadra em ativos mais arriscados — como o bitcoin. A pessoa também deve compreender o motivo de estar investindo o dinheiro.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Para tornar as aplicações em bitcoin um pouco mais seguras, é valido realizar uma diversificação da carteira de investimentos.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.