Nada feito: Governo de SP volta atrás e reajusta pedágios

Nesta quinta-feira (7), por meio da Secretaria de Logística e Transportes (SLT), o governo de São Paulo comunicou que, neste ano, serão reajustados os pedágios de rodovias estaduais. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

publicidade
Nada feito: Governo de SP volta atrás e reajusta pedágios
Nada feito: Governo de SP volta atrás e reajusta pedágios (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo o DOE, a implantação do reajuste tarifário nos pedágios deverá acontecer “até o fim deste exercício para todos os contratos indicados […] nos termos definidos em cada um dos Contratos de Concessão, considerando a variação dos índices contratuais referente ao exercício 2021-2022”.

Ao InfoMoney, a assessoria da SLT informou que, no momento, está mantido o congelamento de preços. Apesar disso, pode acontecer um reajuste neste ano. Desse modo, os motoristas continuam com a manutenção das tarifas de pedágios, mas podem enfrentar um reajuste futuramente.

publicidade

O governo paulista não detalhou quando ocorrerá o reajuste de preços de pedágios. De qualquer modo, esse aumento deve acontecer até o dia 31 de dezembro. O governo também não informou o quanto será esse aumento.

Com o anúncio recente, o governo de São Paulo reverteu a decisão anunciada na semana passada. Anteriormente, tinha sido definido que não haveria aumento nas tarifas de pedágios neste ano.

A decisão anterior causou insatisfação por parte das concessionárias, já que significaria menos arrecadação. Essas instituições alegaram que se fosse suspenso o reajuste, seria difícil manter o equilíbrio financeiro dos empreendimentos, nível dos serviços e execução das obras.

Governo de SP firma acordo com concessionárias sobre tarifa de pedágios

Outra medida comunicada pelo governo paulista se refere a uma indenização que será paga às concessionárias. Esse valor terá a função de cobrir as perdas causadas pelo congelamento das tarifas de pedágios.

De acordo com o governo de São Paulo, o acordo foi realizado para assegurar a suspensão das tarifas. Determinador pelo governador Rodrigo Garcia, o entendimento ocorrer para também manter o cumprimento dos contratos de concessão com as instituições.

Pela Artesp, os pagamentos às concessionárias acontecerão bimestralmente, até o dia 25 de cada mês. As quantias serão decorrentes do orçamento do Estado de São Paulo. O primeiro pagamento deverá acontecer no último dia útil de agosto deste ano. Esses valores também não foram revelados.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.