Relator de nova PEC fala em criar vale-Uber; entenda como pode funcionar

O deputado federal Danilo Forte defendeu a criação de um vale-Uber como forma de ajudar motoristas de aplicativos. Desta forma, os custos para subir o valor dos programas que já existem e a criação de novos podem atingir a casa dos R$50 bilhões, contra os R$41,2 bilhões já aprovados pelos senadores.

publicidade

O deputado foi o escolhido para relatar a PEC nº1 na Câmara dos Deputados, que trata do aumento no valor pago pelo Auxílio Brasil de R$400 para R$600 e estabelece benefícios para caminhoneiros e taxistas. 

O relator agora afirma que planeja alterar partes do texto da PEC que está sendo analisada pela Câmara, como a inserção do auxílio-gasolina, por exemplo, para motoristas de aplicativos, uma vez que o objetivo deste serviço é o mesmo do táxi.

“A gente tem que resolver como vai ficar a questão do Uber, porque a finalidade do serviço é a mesma [dos taxistas]. Então, esse é um problema, inclusive, que eu vou conversar segunda e terça-feira em Brasília para ver como a gente atende a essa demanda. Tem que ver se tem algum instrumento de controle para que a gente possa trabalhar isso”, disse Danilo  em uma entrevista concedida ao jornal O Estado de S.Paulo.

publicidade

De acordo com Danilo, a PEC que inicialmente tinha uma previsão de impacto fiscal de R$29,6 bilhões, teve seu valor aumentado para R$41,2 bilhões, podendo ainda bater o teto de R$41,2 bilhões.

Ele disse ainda que participou de uma reunião com o relator da proposta no Senado, Fernando Bezerra, em que o atual governo havia “tinha sinalizado que [o valor] poderia chegar a até R$ 50 bilhões”.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Entenda a PEC

A PEC, aprovada em dois turnos pelo plenário do Senado, faz o reajuste no valor de programas sociais e estabelece novos benefícios para caminhoneiros e taxistas. De acordo com a proposta, que ainda precisa ser apreciada pela Câmara, é previsto um aumento de R$ 400 para R$ 600 no Auxílio Brasil, incremento de R$ 53 para R$ 120 do vale-gás, a criação do auxílio-caminhoneiro de R$ 1.000 e ainda  um auxílio para taxistas, com custo total de R$ 2 bilhões. As medidas terão validade ate o fim do ano.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.