Com aumento da Selic, estes investimentos se tornam mais interessantes

Nesta quarta-feira (15), o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central aumentou a taxa Selic de 12,75% ao ano para 13,25% ao ano. Entre os impactos na vida financeira dos brasileiros, o aumento da Selic torna alguns investimentos mais interessantes.

Com aumento da Selic, estes investimentos se tornam mais interessantes
Com aumento da Selic, estes investimentos se tornam mais interessantes (Imagem: Montagem/FDR)

Pela décima primeira vez consecutiva, o Banco Central elevou a taxa básica de juros da economia. Desde março do ano passado, a Selic passa pelo ciclo de alta. O nível atual é o maior desde novembro de 2016.

A alta da taxa de juros já era aguardada pelo mercado, com base na indicação do Comitê na reunião anterior, em abril. Na ocasião, o Copom alegou que planejava elevar a Selic novamente, mas em intensidade menor do que o reajuste anterior — de 1 ponto percentual.

O aumento da Selic causa alguns impactos na vida financeira dos cidadãos. A taxa básica de juros é o grande instrumento da autoridade monetária para controlar a inflação. Isso acontece porque os juros maiores tornam o crédito mais caro — e o consumo menor.

Estes investimentos se tornam mais interessantes com aumento da Selic

Na outra ponta, o reajuste promovido pelo Banco Central torna maior a rentabilidade de investimentos de renda fixa que possuem o rendimento baseado na taxa Selic.

Conforme simulações do buscador de investimentos Yubb, divulgadas pelo g1, indicam que, com a taxa Selic a 13,25%, várias aplicações de renda fixa proporcionam retorno acima de 1% ao mês.

Para o período de 12 meses, estas são as projeções de rendimentos brutos:

  • Caderneta de poupança*: 6,17% (sem considerar a Taxa Referencial)
  • Tesouro Selic: 13,15%
  • CDB banco médio: 15,12%
  • CDB banco grande: 9,86%
  • LC: 15,78%
  • LCA*: 12,89%
  • LCI*: 13,28%
  • RDB: 15,25%
  • Debênture incentivada*: 14,99%

*Esses investimentos possuem isenção de Imposto de Renda

ao descontar o Imposto de Renda, estas são as estimativas de rendimentos após 12 meses:

  • Caderneta de poupança: 6,17% (sem considerar a Taxa Referencial)
  • Tesouro Selic: 10,52%
  • CDB banco médio: 12,10%
  • CDB banco grande: 7,89%
  • LC: 12,62%
  • LCA: 12,89%
  • LCI: 13,28%
  • RDB: 12,20%
  • Debênture incentivada*: 14,99%

Para realizar a simulação, foi levada em consideração a alíquota de 20% de IR referente a prazos com vencimento de 181 a 360 dias, e previsão de inflação de 8,89% para este ano (boletim Focus do Banco Central).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.