Tarifa branca realmente reduz o valor da conta de luz? Descubra

Mesmo com o retorno da bandeira verde, a partir de 16 de abril, os consumidores brasileiros continuam pagando uma conta de luz bem salgada. E os reajustes autorizados recentemente pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), assim como os aumentos que podem ocorrer nas bandeiras tarifárias, podem piorar ainda mais a situação.

Mas existe uma alternativa que pode reduzir consideravelmente o valor da conta de luz, desde que usada corretamente. É a tarifa branca, ainda desconhecida da maior parte dos brasileiros. Entenda a seguir como ela funciona e que como é possível usá-la para diminuir a fatura de energia.

O que é tarifa branca?

A tarifa branca é uma modalidade de cobrança da energia elétrica criada pela Aneel  em 2018, com o objetivo de reduzir o volume e o valor da energia consumida pelos brasileiros.

Ela tem o potencial de reduzir em até 15% a conta de luz, mas a própria agência relatou que os consumidores que aderiram á tarifa branca tiveram uma redução média de 4%. Em alguns casos, a tarifa pode até aumentar o valor pago em conta em energia.

Isso ocorre porque a tarifa branca estabelece uma cobrança variável de energia ao longo do dia. Nos horários de pico, a cobrança por kWh consumido aumenta. Nos de menor consumo pela população, a cobrança diminui.

Conta de luz pode ficar mais cara

A conta de luz pode ficar mais cara com a tarifa branca dependendo do horário do dia em que o consumidor mais gasta energia. A modalidade estabelece três faixas de cobrança:

  • Ponta: período em que a tarifa é mais cara;
  • Intermediário: período com tarifa intermediária;
  • Fora de ponta: período com tarifa mais baixa

Durante sábado e domingo apenas a faixa “fora de ponta” funciona. Nos demais dias, as faixas variam conforme o horário. Em São Paulo, por exemplo, a faixa “ponta” funciona de de 17h30 às 20h30, quando a tarifa é de R$ 1,115 por kWh.

Quem concentrar o seu consumo nessa faixa, portanto, pagará uma conta de luz mais cara.

Como deixar a conta de luz mais barata com a tarifa branca?

Para que a conta de luz fique mais barata com a tarifa branca, é preciso concentrar o consumo de energia nas faixas mais baratas, especialmente a faixa “fora de ponta”. Se você já faz isso, então certamente valerá a pena mudar para a nova modalidade.

Mas se você quer entender se a tarifa branca realmente pode ser vantajosa para você, siga estes passos:

  • Veja em quais horários funcionam as faixas na sua localidade. Isso pode ser feito pelo site da sua distribuidora de energia;
  • Use os simuladores disponibilizados pelas distribuidoras ou pelo Idec para o consumidor conferir se a tarifa vale a pena;
  • Mude os seus hábitos de consumo. É necessário usar equipamentos que gastam muita energia, como chuveiro elétrico e ar condicionado, em horários de menor cobrança.

Como aderir à tarifa branca?

A adesão é feita através da sua distribuidora de energia. Ele também deve se responsabilizar pela instalação do novo padrão.

Lembrando que a adesão é opcional e o consumidor pode voltar ao modelo convencional de cobrança quando desejar.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.