Conta de luz deve sentir impacto com as eleições; entenda

No segundo semestre deste ano, o planeta deve enfrentar uma “tempestade perfeita”, com o inverno atingindo a Europa em um período de baixo estoque de combustíveis e preços altos. Por aqui, o cenário será impactado ainda pelas eleições presidenciais, de acordo com os especialistas procurados pelo Cebri (Centro Brasileiro de Relações Internacionais) para debater a crise energética na Europa.

Na visão dos especialistas, enquanto o conflito entre a Rússia e a Ucrânia continuar, os preços da energia e a insegurança alimentar e energética irá perdurar, uma vez ambos os países são importantes exportadores de alimentos e fertilizantes. A Rússia, por exemplo, comercializa um quarto do diesel que é consumido em todo o mundo.

“O preço de US$ 160/170 o barril de diesel está longe de refletir o que pode acontecer daqui para frente, quando as sanções europeias entrarem em funcionamento e se a China relaxar as restrições do surto de covid”, explicou o presidente da Enauta e ex-diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Décio Oddone, durante o webinar do Cebri que falou sobre a “Encruzilhada energética europeia diante da guerra da Ucrânia”.

Décio destaca que a margem de refino explodiu a partir do conflito na Ucrânia e especialmente o preço do diesel que saltou no mercado. Atualmente, o preço do barril de petróleo cresceu de cerca de US$10 por barril para cerca de US$60. A gasolina deve começar a preocupar o mundo por conta das férias no hemisfério norte, que eleva a quantidade de viagens de carro, especialmente nos Estados Unidos.

Ele ainda chama a atenção para a retomada da China após o recente surto de covid-19. É esperado que o país demande por dia algo entre 3 e 3,5 milhões de barris de petróleo adicionais, o que pode pressionar mais ainda o mercado mundial.

Um exemplo é o GNL (Gás Natural Liquefeito), que com a guerra viu seus preciso crescerem de US$ 5 o milhão de BTU no mês de outubro de 2020 para o pico de US$ 34 no último ano e é vendido atualmente em torno dos US$ 27 o milhão de BTU.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.