Como investir seu FGTS nas ações da Eletrobras?

Nesta quarta-feira (18), o Plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a segunda etapa do processo de privatização da Eletrobras. Os trabalhadores com valores no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão usar até 50% do fundo para comprar ações da Eletrobras.

Como investir seu FGTS nas ações da Eletrobras?
Como investir seu FGTS nas ações da Eletrobras? (Imagem: Montagem/FDR)

Na bolsa de valores, a disponibilização de ações da Eletrobras deve ser a maior operação deste ano. A quantia mínima de investimento é de R$ 200, e máximo de 50% do saldo disponível na conta vinculada do FGTS, na data de opção. Se o trabalhador tiver mais de uma conta, poderá usar parte de todas.

De qualquer forma, cabe destacar que, para todos os cotistas, existe um limite de R$ 6 bilhões. Se a procura dos profissionais superar esse limite, a aplicação será parcial para todas as pessoas interessadas.

Ainda não existe uma data limite para optar por participar da privatização da companhia. O BNDES, responsável pela coordenação do processo de desestatização, estabelecerá um prazo para que os interessados se manifestem.

Outro detalhe é que não existe retorno garantido, para quem realizar essa aplicação. Isso porque o rendimento depende de valorização da companhia no mercado.

O dinheiro fica preso por quem decidir utilizar FGTS na privatização da Eletrobras?

Para quem decidir utilizar o FGTS na privatização da Eletrobras, os valores deverão ficar presos por um tempo específico, ainda não divulgado — assim como ocorreu no processo de desestatização da Vale e Petrobras.

Após este tempo, caso o trabalhador decida resgatar, não poderá sacar o valor, que é incorporado ao sado da conta do FGTS — e fica guardado nas modalidades de saque (demissão sem justa causa, aposentadoria, compra da casa própria, saque aniversário e doenças graves).

Com optar pela utilização odo fundo na privatização

Esse investimento acontece por meio de fundos mútuos de privatização. Estes são formados pelos bancos.

Primeiramente, o interessado deve saber quanto tem de saldo disponível no FGTS. A consulta pode ser feita pelo aplicativo da Caixa Econômica Federal.

Em seguida, a pessoa deve escolher em qual banco deseja realizar aplicação — se em outra instituição ou na própria Caixa. Os detalhes serão ainda divulgados futuramente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.