Brasileiros passam a recorrer a energia solar para baratear as contas de luz; qual o investimento?

Mesmo após o fim da cobrança da tarifa de escassez hídrica, as contas de luz continuam sendo cobradas em valores elevados. Na tentativa de pagar mais barato pelo consumo de energia elétrica, muitos consumidores passaram a recorrer à energia solar

publicidade
Brasileiros passam a recorrer a energia solar para baratear as contas de luz
Brasileiros passam a recorrer a energia solar para baratear as contas de luz. (Imagem: Blog da Intelbras)

Na baixada santista, um padeiro decidiu instalar a energia solar visando economias em seu negócio que conta com duas unidades. O resultado foi a economia média de 12% nas contas de luz.

Segundo ele, o gasto médio mensal de uma padaria é de R$ 20 mil ao mês, e mesmo com a mudança de clima o gasto continua elevado, mudando apenas as prioridades e aparelhos mais usados. 

publicidade

Desta forma, o padeiro alega que, uma economia entre 10% a 15% nas contas de luz reflete no pagamento de R$ 2 mil a menos por mês e R$ 48 mil a menos no ano. Os números representam a poupança obtida após a instalação da energia solar que auxiliou no crescimento de ambos os negócios. 

O crescimento não foi observado somente nas padarias, mas sobretudo, no setor de energia solar como um todo. Somente no mês de março deste ano, o Brasil havia registrado 5.635 unidades consumidoras amparadas pela geração solar compartilhada, uma modalidade que se tornou viável no Brasil somente após 2015. 

No primeiro ano, 45 consumidores brasileiros aderiram à energia solar. Anos mais tarde, o número aumentou para 376 e assim por diante:

  • 2019 – 1.500 consumidores; 
  • 2021 – 5.000 consumidores. 

A situação se tornou possível mediante o auxílio das 1.610 unidades geradoras que produzem energia hoje visando atender este mercado e como ele cresce cada vez mais. 

Há tempos, a energia solar foi vista como um método utilizado por centros comerciais e, até mesmo, industriais, para reduzir os custos relacionados à energia elétrica cobrados por meio da conta de luz. Mas com o passar do tempo, as pessoas começaram a se informar sobre o sistema e foi então que deu início à adesão domiciliar. 

publicidade

Hoje, o kit de energia solar pode ser adquirido em simples lojas e magazines, com preços que podem variar entre R$ 1 mil a R$ 15 mil, a depender do modelo escolhido pelo consumidor.

Segundo Ronaldo Vieira, o responsável pela Kinsol, uma das empresas do ramo de energia solar, foi registrado um aumento de 70% na busca pelo sistema após os últimos reajustes na bandeira tarifária em virtude da crise hídrica.Par ele, os equipamentos são duradouros, com garantia de até 25 anos de eficácia.

“Energia elétrica sustentável, obtida por meio de um recurso natural infinito, que é o sol. Equipamentos de longa durabilidade. Após a instalação, o cliente fica imune aos reajustes das concessionárias”, declarou o profissional. 

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.