Energia Solar: confira 5 opções de franquias para investir

Pontos-chave
  • A crise hídrica fez com que a energia ficasse mais cara;
  • Para isso, uma das opções é a energia solar;
  • O custo da energia solar é de no mínimo R$ 10 mil.

Com o aumento nas contas de energia por conta da crise hídrica que atinge o país. E com a evolução da sustentabilidade e economia, muitas empresas e pessoas optaram pelo uso alternativo de energia, como a solar. 

O setor é visto como um negócio promissor,  por ser alvo de grandes investimentos no Brasil.

Uma pesquisa realizada pela ABSolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica) mostra que mais de 17 milhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2) não foram emitidas com o uso das placas solares.

Algumas empresas privadas já estão investindo em energia solar, desde 2012 foram investidos R$ 66,3 bilhões e assim criando 390 mil novos empregos no país.

Qual o custo da energia solar?

Para aqueles que desejam investir em energia solar, o custo é de no mínimo R$ 10 mil,de acordo com a  Energy Brasil. O projeto de placas solares é totalmente personalizado e varia de acordo com o propósito da residência.

Assim, é possível economizar até 95% de energia elétrica utilizando a energia solar. Esse investimento  vale a pena e é pago em até 4 anos, dependendo de quem investiu.

Opções de franquia

SolarOn – Solução em Energia Solar

  • Investimento inicial: de R$ 20 mil até R$ 125 mil;
  • Faturamento mensal: média de RS 140 mil até R$ 400 mil;
  • Lucro mensal: média de 5% a 10%;
  • Retorno: de 6 a 12 meses;
  • Para mais informações sobre a empresa acesse o site.

Blue Sol Energia Solar

  • Investimento inicial: de R$ 25 mil, inclui abertura da empresa, franquia e capital de giro;
  • Faturamento mensal: R$ 17.621;
  • Lucro mensal: R$ 11.318;
  • Retorno: 4 meses;
  • Para mais informações sobre a empresa acesse o site.

Solarprime Franchising

  • Investimento inicial: de R$ 37 mil até R$ 92,4 mil, Inclui capital de giro, taxa de franquia e equipamentos;
  • Faturamento mensal: de R$ 100 mil até R$ 161 mil;
  • Lucro mensal: de 10% a 30%;
  • Retorno: 3 a 9 meses;
  • Para mais informações sobre a empresa acesse o site.

Portal Solar Franquia

  • Investimento inicial: de R$ 36,5 mil. Inclui capital de giro e taxa de franquia;
  • Faturamento mensal: de R$ 30 mil;
  • Lucro mensal: entre 20% a 35%;
  • Retorno: 4 a 7 meses;
  • Para mais informações sobre a empresa acesse o site.

Energy Brasil

  • Investimento inicial: R$ 150 mil. Inclui capital de giro, taxa de franquia e de instalação;
  • Faturamento mensal: de R$ 72 mil;
  • Lucro mensal: 30%;
  • Retorno: 12 meses;
  • Para mais informações sobre a empresa acesse o site.

Energia solar em casa é taxada

Agora, a geração de energia solar em casa tem uma lei com regras. Porém, ao mesmo tempo em que traz segurança jurídica à questão, o Marco Legal da Geração Distribuída, sancionado no início de janeiro deste ano, institui também uma cobrança que antes não existia para quem instala painéis solares em casa, o que foi apelidado de “taxação do sol” e deve reduzir a economia na conta de luz de quem adota o sistema.

A energia solar pode reduzir a conta de luz em até cerca de 90% e que o investimento se paga em um prazo que varia de dois a cinco anos, dependendo do tipo de energia gerada, se fotovoltaica ou heliotérmica, e do custo da energia elétrica na localidade onde o usuário mora.

Com a publicação que foi feita no último dia 7 de janeiro, essa economia deve ficar menor. É que o Marco Legal da Geração Distribuída institui a cobrança dos custos de distribuição de energia para quem gera a própria energia solar por meio de um sistema on grid, aquele que é conectado à rede de distribuição de energia.

Antes, quem instalava painéis fotovoltaicos em casa ficava isento dessa parte da tarifa, o que contribuía para a grande economia obtida na conta de luz.

Além disso, o marco legal também estabelece que quem já tinha instalado o sistema em casa antes da sua publicação ou quem o instalar dentro de um prazo de 12 meses a partir da publicação da Lei continua isento da cobrança até 2045.

Assim, ainda dá tempo de instalar painéis solares em casa e adotar esse tipo de geração de energia até o início de janeiro do ano que vem e aproveitar ainda o máximo de economia que esse sistema pode gerar pelos próximos 22 anos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.