Inflação faz diversos investimentos serem ‘mau negócio’ em 10 dos últimos meses; descubra quais são

Nos últimos 12 meses, a inflação acumulada superou a variação do Certificado de Depósitos Interfinanceiros (CDI), a principal referência para investimentos de renda fixa no país. No período, o aumento dos preços ficou 70% acima das aplicações mais conservadoras. A informação foi levantada pelo Valor.

Inflação faz diversos investimentos serem 'mau negócio' em 10 dos últimos meses; descubra quais são
Inflação faz diversos investimentos serem ‘mau negócio’ em 10 dos últimos meses; descubra quais são (Imagem: Montagem/FDR)

No intervalo de maio do ano passado e abril deste ano, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) elevou 12,13%. O CDI, por sua vez, registrou aumento de 7,13% no mesmo período.

A partir de março do ano passado, o Banco Central passou a aumentar a Selic. A taxa básica de juros saltou de 2% ao ano para os atuais 12,75%. Foram realizados dez aumentos consecutivos na taxa.

Ao aumentar a taxa Selic, o Banco Central tem o objetivo de controlar a elevação dos preços. Com os juros acima da inflação, a ideia é que a população deixe de consumir — e destine mais dinheiro para os investimentos. Diante da menor demanda de produtos e serviços, o preço tende a se estabilizar.

A taxa Selic possui relação direta com o CDI. Atualmente, não há diferença entre os dois indicadores. Desde março de 2018, a variação mensal da taxa Selic é igual ao CDI.

Mesmo em meio às altas na taxa Selic, a inflação vem apresentando sinais de resistência. Nos últimos três meses, a variação do IPCA ficou em nível maior que 1% ao mês.

Inflação torna diversos investimentos ‘mau negócio’

Sendo assim, o ritmo de aumento do CDI tem sido abaixo da elevação do IPCA. Este cenário recente impacta diretamente os investimentos.

Em dez dos últimos 12 meses, o ganho mensal com aplicações atreladas ao CDI foi abaixo da inflação. Os únicos meses com vantagem do CDI para a inflação foi em dezembro de 2021 e janeiro de 2022.

De forma geral, os investimentos mais conservadores perderam para a inflação nos últimos meses. Dentre as aplicações de renda fixa que se encontram neste cenário, estão a poupança, Tesouro Selic, CDB que rende 100% do CDI e fundos de renda fixa de baixa duração, por exemplo.

Também houve investimentos de renda variável que performaram abaixo da variação da inflação no período. Por exemplo, o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, teve desempenho negativo no acumulado dos últimos 12 meses até abril.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.