INSS: afetados por greve dos servidores precisam reagendar serviços; saiba como

A greve promovida pelos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já chegou ao quinto dia, contando com a adesão dos médicos peritos. Enquanto os trabalhadores protestam pelos seus direitos, os segurados da agência são ainda mais afetados em meio às respectivas demandas.

INSS: afetados por greve dos servidores precisam reagendar serviços; saiba como
INSS: afetados por greve dos servidores precisam reagendar serviços; saiba como. (Imagem: Marcos Rocha/ FDR)

Por esta razão, o Ministério do Trabalho e Previdência instrui os segurados que tinham serviços agendados nestes últimos dias em que o instituto está em greve para que façam o reagendamento do atendimento.

É importante explicar que, de toda forma, o órgão irá considerar na data original registrada como data de entrada do requerimento para seguir com os atendimentos e evitar prejuízo financeiro aos segurados. 

No caso específico dos segurados do INSS submetidos à perícia médica, a remarcação do procedimento deve ser feita pelo Meu INSS, tanto pelo site quanto pelo aplicativo. O procedimento é bem simples, basta escolher o meio pelo qual deseja fazer o reagendamento e seguir o passo a passo descrito. Observe. 

Meu INSS – aplicativo 

  1. Acesse o aplicativo “Meu INSS”; 
  2. Informe o CPF e a senha e vá em “Entrar”;
  3. Em “Para você”, clique em “Agendar perícia”;
  4. Escolha a opção “Remarcar perícia” e clique em “Selecionar”;
  5. Abrirá uma nova tela para escolher local e data; siga as orientações do programa;
  6. Anote as informações ou tire um print da tela para não perder o novo dia de agendamento do exame médico;

Meu INSS – site 

  1. Acesse o site Meu INSS;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”;
  3. Informe o CPF e vá em “Continuar”; digite sua senha e acesse “entrar”;
  4. Na faixa azul, em cima, clique em “Serviços”;
  5. Depois, vá em “Benefícios”, em “Auxílio-doença” e, em seguida, em “Agendar perícia”;
  6. Clique em “Perícia” e escolha “Remarcar perícia”; depois, vá em “Selecionar”;
  7. Informe um número de documento, digite os caracteres da tela e vá em “Avançar’;
  8. O sistema vai localizar o seu agendamento; basta seguir as orientações e reagendar o atendimento;
  9. Central de Atendimento – telefone 
  10. Disque 135;
  11. Após o sistema atender, digite seu CPF ou da pessoa para a qual você quer reagendar o exame médico;
  12. Em seguida, será informado o número do protocolo; anote-o;
  13. Se quiser que o número seja repetido, tecle 1; caso contrário, aguarde na linha;
  14. Disque 0 para falar com um (a) atendente;
  15. Virá a informação de que a chamada será gravada;
  16. Em seguida, um funcionário atenderá o telefone;
  17. Informe para a (o) atendente que quer remarcar a perícia;
  18. Anote as informações que forem passadas;

Diante das alterações nos serviços e atendimentos do INSS por consequência da greve, é importante explicar que, de acordo com a legislação previdenciária, a data de início do pagamento do auxílio-doença poderá variar conforme o perfil do segurado.

Por exemplo, na situação dos trabalhadores formais com carteira assinada, ele é contabilizado a partir do 16° dia de afastamento das atividades laborais em virtude de acidente ou doença. 

Já na circunstância dos segurados individuais, o benefício começa a ser contado a partir do início da incapacidade, desde que tenha sido atestada pelo médico perito do INSS.

Porém, a legislação também diz que, os pedidos feitos pelo trabalhador afastado do exercício profissional por um período superior a 30 dias, neste caso a contabilização do benefício se dará a partir da data de entrada do requerimento.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.