Bolsonaro exonera nove ministros; descubra quem são e qual o motivo

A edição do Diário Oficial da União (DOU), desta quinta-feira, 31, veio recheada de exonerações de ministros de várias pastas após decisão de Bolsonaro. Entre os desligamentos estão Alexangre Ramagem, Mário Frias e Sérgio Camargo. Estes nomes chefiavam as pastas de:

Bolsonaro exonera nove ministros; descubra quem são e qual o motivo
Bolsonaro exonera nove ministros; descubra quem são e qual o motivo. (Imagem: FDR)
  • Agência Brasileira de Inteligência (Abin); 
  • Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo;
  • Fundação Cultural Palmares.

Ao todo, nove ministros foram exonerados, embora apenas o cargo então ocupado por Mário Frias já tivesse um possível substituto. A indicação do respectivo ministério foi para Hélio Ferraz de Oliveira, que ocupava o cargo de secretário adjunto da mesma pasta. 

Apesar da participação de Bolsonaro na exoneração dos ministros, a homologação de tal decisão foi determinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Enquanto isso, a exoneração de Ramagem foi assinada pelo próprio presidente com o apoio do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno. 

O anúncio sobre a mudança de chefia nas pastas foi feito durante uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto. Todos os ex-secretários devem concorrer a cargos políticos nas eleições de 2022. A exoneração foi necessária tendo em vista que a lei exige que integrantes do poder Executivo deixem os cargos dentro do prazo de seis meses antes do pleito eleitoral. 

Agora, os ministros irão disputar cargos para os governos de Estados, Senado e Câmara dos Deputados. Boa parte deles será substituída por atuais secretários-executivos. Veja a lista das exonerações a seguir:

  • Damares Alves – Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos;
  • Tarcísio de Freitas – Ministério da Infraestrutura;
  • Onyx Lorenzoni – Ministério do Trabalho e Previdência;
  • Marcos Pontes – Ministério da Ciência e Tecnologia;
  • Rogério Marinho – Ministério do Desenvolvimento Regional;
  • Tereza Cristina – Ministério da Agricultura;
  • Flávia Arruda – Secretaria de Governo;
  • João Roma – Ministério da Cidadania;
  • Gilson Machado – Ministério do Turismo;

Os mesmos cargos serão assumidos por:

  • Cristiane Britto – Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos;
  • Marcelo Sampaio – Ministério da Infraestrutura;
  • José Carlos Oliveira – Ministério de Trabalho e Previdência;
  • Paulo César Rezende de Carvalho Alvim – Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações;
  • Daniel de Oliveira Duarte Ferreira – Ministério do Desenvolvimento Regional;
  • Marcos Montes Cordeiro – Ministério da Agricultura;
  • Célio Faria Júnior – Secretaria de Governo;
  • Ronaldo Bento – Ministério da Cidadania;
  • Carlos Brito – Ministério do Turismo;
  • Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira – Ministério da Defesa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.