Valores a receber: Banco Central divulga novo calendário; confira

A primeira rodada da distribuição dos valores a receber aconteceu na última semana. E apesar da expectativa esmagadora, tendo em vista que a maior parte das quantias restituídas não chegavam a R$ 1, o Banco Central (BC) já liberou uma nova rodada. 

Valores a receber: Banco Central divulga novo calendário; confira
Valores a receber: Banco Central divulga novo calendário; confira. (Imagem: FDR)

Acontece nesta segunda-feira, 28, a repescagem dos valores a receber, uma nova oportunidade para quem não acessou o site na data e horário indicados da última vez. O cronograma de agendamento para saques ficará disponível até o dia 16 de abril. 

As liberações foram organizadas de modo que sejam feitas com base no ano de nascimento do trabalhador ou de fundação da empresa. Segundo informações do Banco Central, mesmo que uma consulta inicial já tenha sido feita, uma vez que o retorno não foi realizado conforme as instruções, todo o procedimento deve ser repetido. 

Vale mencionar que existe a chance de ter havido um incremento nos valores a receber, uma vez que as instituições financeiras inseriram mais dados no sistema. Ou seja, novos recursos esquecidos podem surgir, trazendo à tona a necessidade de refazer a consulta. 

A princípio, a programação desta segunda-feira, 28, incluía a liberação do saque para correntistas de todas as faixas etárias. Entretanto, o Banco Central decidiu elaborar um novo calendário de agendamento das retiradas, organizado de maneira escalonada de acordo com o ano de nascimento. 

Lembrando que, da mesma forma como tem acontecido nas últimas semanas, haverão repescagens dentro de repescagens, as quais normalmente acontecem aos sábados. A novidade da vez é que o correntista terá a chance de agendar o saque em qualquer horário dentro da data informada. Ou seja, não haverá a necessidade de acessar o sistema em horários específicos. 

Entre 17 de abril a 1º de maio o sistema dos valores a receber será submetido a uma reestruturação. Desta forma, as consultas retornarão apenas no dia 2 de maio, logo na segunda fase do programa. Nesta, haverá a inclusão de mais fontes de recursos de dinheiro esquecido nos bancos. 

Segundo o Banco Central, cerca de 114 milhões de brasileiros e 2,7 milhões de empresas acessaram o portal dos valores a receber nas últimas semanas. Assim, 25,9 milhões de pessoas físicas e 253 mil pessoas jurídicas descobriram que possuem recursos esquecidos. 

Confira detalhadamente o passo a passo para a retirada de valores a seguir:

  • Passo 1 – Acessar o site de consulta na data e período informado para saque do primeiro período.
  • Passo 2 – Fazer login na plataforma Gov.br através de conta nível prata ou ouro. Quem não possuir conta junto ao Governo deve criar um cadastro e, de preferência, fazer o acesso usando os dados bancários para atingir o nível prata. Não é recomendado criar a conta e elevar o nível no dia de agendamento do resgate;
  • Passo 3 – Leia e aceite o termo de responsabilidade;
  • Passo 4 – Verifique o valor a receber que será devolvido pela instituição de origem;
  • Passo 5 – Clique na opção indicada: “Solicitar por aqui”. A instituição financeira não irá oferecer a devolução via PIX. O usuário deverá entrar em contato pelo telefone ou e-mail informado para combinar a forma de retirada.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.