Casa Verde e Amarela: construtora realiza venda com descontos de até R$ 13 mil no RJ

Durante todo este março a construtora MRV realiza o ‘Feirão Muda Tudo’. A iniciativa promove a venda de imóveis prontos, semiprontos e na planta do Casa Verde e Amarela. A ação contempla 49 cidades de 22 estados brasileiros. 

Casa Verde e Amarela: construtora realiza venda com descontos de até R$ 13 mil no RJ
Casa Verde e Amarela: construtora realiza venda com descontos de até R$ 13 mil no RJ (Imagem: FDR)

Em locais estratégicos como no Rio de Janeiro, a venda de imóveis do Casa Verde e Amarela pode oferecer descontos de até R$ 13 mil. Em território carioca, as ofertas consistem em entradas facilitadas além de condições especiais de financiamento, de acordo com as regras do programa habitacional. 

No Estado do Rio de Janeiro, as condições especiais para aquisição de imóveis do Casa Verde e Amarela são ofertadas em quatro cidades, a capital Rio de Janeiro, São Gonçalo, Nova Iguaçu e Campos dos Goytacazes. Segundo o gerente comercial e de vendas da MRV, Thiago Ely, a construtora organizou plantões de vendas em pontos estratégicos, com grande fluxo e ações presenciais nesses quatro municípios. 

Ele também aproveitou para destacar que todas as ações são executadas com base nas regras do programa habitacional, já atualizadas pela nova tabela, cujo limite foi ampliado para R$ 264 mil. “Essa mudança permite que imóveis de maior valor agora também possam ser financiados com subsídios do Governo Federal”, destacou. 

Veja a seguir a relação de locais e datas em que o ‘Feirão Muda Tudo’ será realizado no Rio de Janeiro:

  • Rio de Janeiro: Loja MRV: Rua Borja Reis, 735 – Engenho de Dentro. De 11 a 13 de março;
  • São Gonçalo: Av. Jornalista Roberto Marinho, nº 2331 – LJ1. De 18 a 20 de março;
  • Nova Iguaçu:Loja MRV: Avenida Abílio Augusto Távora, 721. De 18 a 20 de março;
  • Campos dos Goytacazes: Loja MRV: Rua Saldanha Marinho, 503. De 11 a 13 de março.

O que é o Casa Verde e Amarela?

O programa habitacional Casa Verde e Amarela foi criado no mês de agosto de 2020, tornando-se o substituto do Minha Casa, Minha Vida. Apesar de a base de ambos os programas serem a mesma, a nova proposta do Governo Federal modificou alguns pontos da concessão do financiamento imobiliário para aprimorar a estrutura do projeto criado originalmente em 2009 e, portanto, já estava escasso.

Por meio desta iniciativa, as famílias de baixa renda podem contar com condições de moradia própria mais acessíveis. Mas não para por aí, pois o programa também visa regularizar os conjuntos habitacionais com mais qualidade e condições dignas aos cidadãos brasileiros. Neste sentido, o Governo Federal estabeleceu a meta de atender cerca de 1,6 milhões de famílias até o ano de 2024.

Quem tem direito ao Casa Verde e Amarela?

O programa habitacional é direcionado às famílias que apresentarem uma renda mensal de, no máximo, R$ 7 mil. Se tratando da zona rural, este limite de renda é estendido para R$ 84 mil ao ano.

Além do mais, é preciso ter mais de 18 anos e não possuir nenhum outro imóvel ou financiamento imobiliário ativo. Porém, no que se refere às condições e regras voltadas ao pagamento, a definição ocorre de acordo com a faixa de renda na qual a família se enquadra.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.