Ministério Público de SP vai oferecer curso gratuito sobre o metaverso

A Escola Superior do Ministério Público de São Paulo irá promover um ciclo de palestras para os membros e servidores do MP brasileiro que desejam conhecer o espaço Metaverso, remodelando com NFTs e criptomoedas, além do impacto global da Web 3.0. Isso ira acontecer nos próximos três meses.

Denominado como Metaverso: guia prático para o MP, essa iniciativa possui como foco a proteção dos direitos fundamentais. O evento começa a ser realizado às 11h do próximo dia 22, por meio da plataforma Teams.

Segundo a nota do Ministério, a iniciativa conta com o apoio da Escola Nacional do Ministério Público (CONAMP), do Colégio de Diretores de Escolas e Centros de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional dos Ministérios Públicos do Brasil (CDEMP). 

“O evento refletirá a respeito da imprescindibilidade de desenvolvimento da doutrina de produção de conhecimento (inteligência) em prol da maior efetividade na proteção dos direitos fundamentais, exponencialmente lesados pelas ações das hodiernas organizações criminosas”, diz a nota do MPSP

Cronograma

22/03- a abertura ficará por conta do Procurador de Justiça Paulo Sérgio de Oliveira e Costa; e dos Promotores de Justiça Hermes Zaneti Junior e Richard Gantus Encinas. Com participação do professor, roboticista e web ativista Gil Giardelli com o painel ‘O que é o Metaverso”;

05/04-será a vez dos advogados Christian Perrone e Guilherme Mucelin explicarem as ‘Implicações jurídicas no Metaverso’;

19/04- o advogado e professor Alexandre Knopfholz vai debater o tema ‘Crimes no Metaverso’;

03/05- com o painel ‘Serviços públicos no Metaverso’, que será debatido pelo advogado e consultor em inovação Gustavo Rabay Guerra.

Os interessados podem realizar a sua inscrição até as 17h do dia 21 de março. 

Metaverso

No ano de 2021, os tokens relacionados ao metaverso passaram a se destacar no universo cripto e tiveram uma boa valorização.

O metaverso remete a uma nova camada capaz de integrar o mundo real ao digital, por meio de tecnologias como realidade virtual ou aumentada, podendo também utilizar hologramas. Assim, em um jogo, por exemplo, o usuário tem experiências mais reais, o que aumenta sua motivação e engajamento.

Em outras áreas, como na educação, o metaverso permite simulações de ambientes ou laboratórios, permitindo que o aluno tenha vivências reais de sua experiência. Em e-commerces, a ideia é melhorar a experiência dos clientes, que podem experimentar roupas, acessórios ou equipamentos de forma virtual e totalmente remota.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.