Primeira cidade brasileira será construída no metaverso

O The Sandbox anunciou que vai realizar uma parceria com o estúdio brasileiro de games, o Hermit Crab, para a construção de uma cidade toda no metaverso, ela será inspirada na cultura brasileira.

De acordo com o anúncio oficial, a cidade será voltada para o universo esportivo, os avatares poderão se aventurar em diversos jogos de futebol,basquete, tênis, futebol americano, parkour, entre outros, enquanto desfrutam de cenários que lembram o Brasil, principalmente o Rio de Janeiro.

“O The Sandbox acaba de fechar parceria com o estúdio de games brasileiro Hermit Crab. O estúdio está desenvolvendo uma cidade virtual inspirada na cultura brasileira que apresentará diversas experiências esportivas. Na “Sports Land”, os jogadores poderão interagir em um espaço social multiplayer e explorar uma grande cidade com diversos ambientes esportivos para se divertir e competir”, anunciou o metaverso descentralizado que já conta com parcerias de peso, como Ubisoft e Adidas.

Ainda de acordo com o anúncio, a cidade que será esportiva será construída com atividades no estilo play-to-earn, onde os jogadores podem competir e ganhar tokens não fungíveis (NFT), por meio da sua interação.

O Hermit Crab é especializado no desenvolvimento de jogos para celular e tablets com temática esportiva, e já lançou jogos em parceria com grandes clubes europeus, como o “PSG Football Freestyle” com o Paris Saint-Germain, “Arsenal Football Freestyle” com o Arsenal, “ManCity Freestyle Academy” com o Manchester City, entre outros.

Esse lançamento de “Sports Land” está previsto para 2022, porém,ainda sem data definida.

O que é metaverso?

A ideia representa a possibilidade de acessar uma espécie de realidade paralela, em alguns casos ficcional, em que uma pessoa pode ter uma experiência de imersão. Assim, o metaverso não é algo real, mas busca passar uma sensação de realidade e possui uma estrutura no mundo real para isso.

Após essa ideia de imersão, diversos metaversos surgiram com os videogames, mas o  grau de “metaverso” dos jogos varia pelo nível de imersão, e também pela capacidade de passar um certo realismo para o usuário. A tecnologia, porém, é um grande fator que limita essa capacidade.

Quem já está na era do metaverso?

Um dos famosos que já está nessa era, é o rapper Snoop Dogg, que está construindo uma mansão virtual em um terreno no Sandbox. Recentemente, um colecionador de NFTs desembolsou US$ 450 mil para ser vizinho do artista. Paris Hilton já tem sua própria ilha virtual no mundo Roblox, replicando sua mansão em Beverly Hills. No Ano Novo, Hilton fez uma festa em que seu avatar foi DJ.

Áreas próximas a famosos ou onde costumam acontecer eventos são as mais caras, seguindo a lógica Itaim/Alphaville. Há o mercado residencial mas também comercial, assim dá para alugar o imóvel, arrendar a terra, montar um negócio.

No mundo real, investimentos em imóveis costumam atrair investidores mais conservadores, em busca de rentabilidade perene – quando o mercado está em baixa, ainda tem o ativo na mão. No metaverso, o tijolo também é virtual.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.