Mastercard e Visa suspendem operações na Rússia; como isto impacta a população?

O último final de semana foi de dificuldades para os cidadãos russos que precisaram fazer movimentações financeiras com cartão de crédito ou débito. Isso porque, no sábado, 5, as bandeiras Mastercard e Visa suspenderam as operações na Rússia, consolidando as sanções impostas por empresas norte-americanas contra o governo de Vladimir Putin. 

Essas sanções são o resultado da guerra iniciada pela Rússia contra a Ucrânia há mais de uma semana. No entanto, os cidadãos russos já previam tal impasse, motivo pelo qual, desde o primeiro dia de conflito, fizeram filas nas portas dos bancos e de caixas eletrônicos para sacar todo o saldo em conta. 

Na oportunidade, a Mastercard informou que decidiu “suspender” as operações na Rússia considerando a “natureza sem precedentes do conflito atual e o ambiente de incerteza econômica”. Enquanto isso, a alegação apresentada pela Visa foi a de que pretende atuar de modo imediato com os clientes e sócios dentro da Rússia para inibir toda e qualquer transação da operadora no próximo dia. 

O diretor-executivo da Visa, Al Kelly, disse em comunicado que a empresa se viu na obrigação de tomar uma atitude sobre a invasão provocada pela Rússia contra a Ucrânia, uma vez que acredita ser uma ação inaceitável. Por sua vez, a Mastercard disse estar ciente sobre o impacto a colegas, clientes e sócios, mas que foi uma ação necessária no momento. 

Portanto, os cartões de crédito da Rússia com bandeiras Mastercard e Visa estão bloqueados para uso no exterior. Enquanto isso, os cartões das respectivas bandeiras, mas que foram emitidos em outros países, também não poderão funcionar na Rússia, tanto na função crédito ou débito. 

Vale mencionar que, nos últimos dias, as bandeiras Mastercard e Visa, bem como a concorrente American Express, haviam tomado providências para impedir que os bancos da Rússia usassem as respectivas redes. Por esta razão decidiram aderir integralmente às ações aplicadas pelos países do Ocidente. 

Como resposta, os principais bancos russos, incluindo o Banco Central da Rússia, minimizaram os efeitos das suspensões das bandeiras Mastercard e Visa para os clientes. “Todos os cartões bancários Mastercard e Visa emitidos por bancos russos continuarão funcionando normalmente no território até sua data de validade”, explicou o Banco Central. 

No entanto, a entidade também alegou que os russos que estão fora do país deverão recorrer a meios de pagamento alternativos para driblar o impasse provocado pela guerra e as consequentes sanções.

Enquanto isso, o presidente dos Estados Unidos da América (EUA), soube com satisfação sobre a iniciativa da Mastercard e Visa através de uma conversa com o chefe de Estado da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. 

O anúncio oficial sobre a decisão da Mastercard e Visa foi feito apenas algumas horas depois que a PayPal, companhia de pagamentos online, também decidiu interromper as operações na Rússia. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.