Auxílio Brasil: polícia encontra cartões de beneficiários com mulher investigada por agiotagem

Desde que o Auxílio Brasil foi lançado, surgem notícias de golpes e irregularidades envolvendo o programa. Dessa vez, uma provável extorsão no recebimento do benefício foi descoberta em Vitória do Jari, município no estado do Amapá a 213 quilômetros da capital, Macapá.

A Polícia Civil apreendeu 15 cartões do Bolsa Família, antecessor do Auxílio Brasil, na casa de uma mulher investigada por agiotagem. A identidade dela não foi revelada.

A suspeita é de que os cartões fossem usados para sacar os benefícios e, assim, cobrir valores relativos aos empréstimos feitos pelas vítimas, conforme explicou o delegado do caso, Erivelton Clemente.

“A suspeita, de posse desses cartões, saca os valores e fica com a quantia referente ao valor emprestado e os juros do empréstimo. Caso sobre algum valor, devolve às vítimas”, explicou o delegado.

Outros objetos, usados como garantia para os empréstimos, também foram encontrados na casa da mulher. Além disso, no celular da investigada foram encontrados indícios da prática de agiotagem. As investigações vão continuar para apurar se há outras pessoas envolvidas.

Vale lembrar que a agiotagem é uma prática ilegal, enquadrada como crime de usura e crime contra o sistema financeiro. A pena pode variar de três meses a um ano de detenção.

Golpes com Auxílio Brasil

Desde novembro do ano passado, quando o Auxílio Brasil foi lançado, estão sendo noticiados golpes com links falsos para cadastro no programa. Os criminosos enviam os links pelo WhatsApp e induzem as vítimas a fornecer informações pessoais, incluindo dados bancários.

A recomendação de especialistas é não clicar na mensagem recebida e apagá-la imediatamente, pois também há o risco de o aparelho ser infectado por vírus através dos links.

Não existe cadastro direto para receber o Auxílio Brasil. Em vez disso, as famílias que já estão no CadÚnico são selecionadas para receber o benefício. Devem ser atendidos os seguintes critérios:

  • Renda per capita familiar de até R$ 105 (extrema pobreza)
  • Renda per capita familiar entre R$ 105,01 e R$ 210 (pobreza), com gestante, criança ou membro de até 21 anos matriculado na educação básica.

O benefício já pode ser sacado com o cartão do Auxílio Brasil, que começou a ser distribuído em fevereiro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.