Bolsa de Valores: Petrobras anuncia lucro recorde; saiba quanto a empresa pagará de dividendos

Durante todo o ano de 2021 o consumidor brasileiro precisou se desdobrar para pagar os preços mais altos por combustíveis. O resultado foi o registro do maior lucro histórico da Petrobras durante todo o período, que chegou a R$ 106,6 bilhões, número que representa um crescimento de 1.400% em comparação ao ano anterior.

Diante de tamanho lucro, a companhia realizou a distribuição de R$ 101,4 bilhões em dividendos para os acionistas. Somente no quarto trimestre de 2021, a Petrobras teve um lucro de R$ 31,5 bilhões, quase a quantia extra incluída no último instante da distribuição de dividendos. Ainda assim, o valor representa uma queda de 47,4% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Na época, a estatal havia revertido as perdas contábeis apuradas logo no início da pandemia da Covid-19. De acordo com a Petrobras, o lucro recorde de 2021 é resultado da alta de 77% no preço do barril de petróleo Brent.

O reflexo são os reais a mais cobrados ao consumidor final, maiores volumes de venda no mercado interno, reversão das perdas contábeis e melhores margens de venda dos combustíveis.

No ano passado, as cotações internacionais do petróleo conseguiram se sobrepor aos pisos verificados durante o início da pandemia da Covid-19. É importante considerar a alta do dólar que ultrapassou a casa dos R$ 5, impactando as margens de venda tanto do petróleo quanto de seus derivados.

Nesta quarta-feira, 23, foi divulgado um balanço no qual o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, disse ser resultado capaz de comprovar o ideal de uma empresa saudável e comprometida com a sociedade.

Neste sentido, também foi dito que a companhia deve liberar uma nova parcela de dividendos, cuja distribuição beira a diferença de 60% da diferença entre o fluxo de caixa e os investimentos.

Isso porque, na atualidade, a dívida bruta é inferior ao piso de US$ 65 bilhões, o equivalente a 325 bilhões de acordo com a cotação mais recente. No final do ano passado, a Petrobras possuía uma dívida bruta de US$ 58,7 bilhões, o correspondente a 293 bilhões na época.

“O dividendo proposto é compatível com a sustentabilidade financeira da companhia e está alinhado ao compromisso de geração de valor para os acionistas e para a sociedade”, afirmou a empresa.

É importante mencionar que o Governo Federal é detentor de 36,7% das ações da Petrobras, motivo pelo qual terá direito a receber R$ 13,7 bilhões desta parcela de dividendos que será distribuída. Diante dos números apresentados, a União terá direito a receber cerca de R$ 38,1 bilhões.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.