Eleições 2022: Fala de Lula faz ações da Petrobras caírem; confira o que foi dito

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu uma entrevista à Rádio Liberal, do Pará, na última sexta, 28. Na ocasião, o petista falou novamente sobre a Petrobras e teceu críticas a gestão atual da estatal. 

“O problema da Petrobras é que ela está sendo desmontada. Nossas refinarias poderiam estar produzindo muito mais gasolina e não estão. Estamos com uma ociosidade por volta de 20 a 30%. E agora estamos importando gasolina dos Estados Unidos. Não temos que estar preocupados com o lucro. Por que em vez de pagar dividendos para acionistas a gente não investe em refinarias?”, disse Lula.

O político fez ainda uma comparação entre a produção do Brasil e do exterior. “O preço do barril de petróleo tirado do pré-sal hoje, a seis mil metros de profundidade, está um dólar a mais do que o petróleo da Arábia Saudita, que é tirado quase que da terra. Uma demonstração de que a Petrobras é uma extraordinária empresa, não só de petróleo, mas de tecnologia, de investimento, de pesquisa”.

Lula afirmou que o preço dos combustíveis não podem ser dependentes dos preços cobrados no exterior. Segundo ele, se o país não tivesse petróleo, tudo bem, porém o Brasil tem.

“Nossas refinarias poderiam estar produzindo muito mais gasolina e não estão. Estamos com uma ociosidade por volta de 20 a 30%. E agora estamos importando gasolina dos Estados Unidos”, continuou. “Não temos que estar preocupados com o lucro. Por que ao invés de pagar dividendos para acionistas a gente não investe em refinarias?”, indagou.

O ex-presidente ainda falou que o presidência da República não pode brigar com governadores por conta de ICMS e combustíveis e que o ICMS é o única forma de arrecadação dos governadores. Ele aproveitou a fala para criticar o atual presidente, Jair Bolsonaro, que por diversas vezes culpou os governadores pela alta no preço dos combustíveis. 

Simultaneamente, ele disse que não é possível alterar o valor dos combustíveis a partir do ICMS.

Após estas declarações, os ativos ON da Petrobras (PETR3) fecharam em baixa de 2,97%, a R$ 35,89,  ao passo que os papéis PN (PETR4) recuaram 3,96%, a R$ 32,54.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.