Balão cai em cima de avião no aeroporto de Guarulhos; confira valor da multa

Alguns vídeos têm circulado pelas redes sociais mostrando o exato momento em que um balão em cima de uma avião no Aeroporto Internacional de Guarulhos, situado na grande São Paulo. O que aconteceu na realidade é que uma bandeira de pressão ao balão através de cordões colidiu com a cauda de uma aeronave da Gol que estava estacionada no pátio do aeroporto.

Por hora, ainda não há nenhum registro de feridos. No entanto, é importante reforçar que soltar balões trata-se de uma prática criminosa, embora ninguém tenha sido preso por suspeita de cometer este crime, por enquanto.

De acordo com testemunhas que se encontravam no local durante o acontecimento, o balão sobrevoou o aeroporto até cair nas proximidades dos portões de embarque. As imagens foram gravadas por funcionários que trabalhavam em Cumbica e por passageiros.

Diante do acontecimento, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, publicou uma nota afirmando executar todas as ações necessárias com o objetivo de identificar o autor do crime.

Neste sentido, tanto a Polícia Civil quanto Militar estão empenhadas em solucionar o crime. Tendo em vista que se trata de uma prática criminosa, quem soltou o balão deverá pagar uma multa cujo valor mínimo pode partir de R$ 10 mil.

O caso, por sua vez, foi registrado como “fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer outro tipo de assentamento humano”.

As investigações sobre a queda do balão em avião estacionado no aeroporto de Guarulhos são de responsabilidade da 3ª Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur).

Em nota divulgada à imprensa, o GRU Airport, empresa responsável pela administração do aeroporto de Cumbica, foi confirmado que a queda do balão em cima do avião aconteceu na manhã do último domingo. A concessionária ainda aproveitou para ressaltar que não houve nenhuma interferência na operação do aeroporto.

“A operação no local foi paralisada e as equipes da concessionária atuaram para recolher o material. A rápida atuação para a retirada do balão não provocou interferência ou gerou riscos nas operações, que foram normalizadas às 8h49”, disse a concessionária em nota.

A empresa ainda pontuou que, mesmo que a prática de soltar balões seja crime no Brasil, é bastante comum haver registros de queda de balão no aeroporto. Somente no ano de 2020, por exemplo, a concessionária atendeu mais de 33 ocorrências deste tipo. O número aumentou para 44 no ano passado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.