Quer viajar? Prepare o bolso para passagens aéreas que estarão 57% mais caras

Com o fim do isolamento social no país e o avanço da vacinação contra o coronavírus, os setores de turismo estão se preparando para a movimentação que pode acontecer nos próximos meses. Porém, aqueles que estão buscando uma viagem para lazer ou trabalho, já se deparam com o aumento nos custos.

Alguns itens e serviços como passagens aéreas, hospedagem, pacotes turísticos e aluguel de veículos sofreram aumentos. 

As passagens de avião tiveram um aumento de 57%, a hospedagem teve aumento 2,65% em um ano.

Quais os principais custos de uma viagem?

Saiba quanto subiu os preços de cada parte de uma viagem. Os preços são de setembro deste ano em relação a agosto, e em comparação com setembro do ano passado: 

  • Passagem aérea: teve um aumento de 28,19% (em um mês) e de 56,81% (em um ano);
  • Aluguel de veículo: aumento de 1,72% (em um mês) e de  26,32% (em um ano);
  • Pacote turístico: aumento de 5,21% (em um mês) e de 14,16% (em um ano);
  • Hospedagem: aumento de 1,32% (em um mês) e de 2,65% (em um ano);
  • Alimentação fora de casa: aumentou de 0,59% (em um mês) e de 7,38% (em um ano) 
  • Transporte por aplicativo: aumento de 9,18% (em um mês) e de 14,08% (em um ano) 

Isso pois, a inflação pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) em setembro foi de 1,16%. Em 12 meses no acumulado, foi de 10,25%.

O que causou as altas?

As altas nos preços dos serviços acontecem por conta alguns motivos. O primeiro, é o avanço da vacinação no país, assim os brasileiros estão se sentindo mais seguros para viajar. 

Com essa demanda sofrendo aumento, as companhias aéreas, empresas de turismo e de aluguel de veículos encontram mais espaço para reajustar preços e recompor receitas, após terem sofrido em 2020 durante a fase mais dura do isolamento social.

Empresas 

O segundo fator que está fazendo com que as viagens aumentem de preço é o aumento de custos das empresas, dentre eles estão os reajustes nos preços de combustíveis e energia elétrica, que recaem sobre companhias aéreas e empresas de hospedagem.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), o preço do querosene de aviação (QAV) subiu 91,7% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.