Mais 556 mil famílias são aprovadas no Auxílio Brasil; como consultar benefício?

Segundo o Governo Federal, um novo recorde foi batido com a inclusão de 556.540 novas famílias na folha de pagamento do Auxílio Brasil neste mês de fevereiro. Assim, o total de famílias beneficiárias do programa passou de 17,5 milhões para 18,5 milhões, com um investimento total superior a R$ 7,3 bilhões.

556 mil novas famílias são aprovadas no Auxílio Brasil; como consultar benefício?
556 mil novas famílias são aprovadas no Auxílio Brasil; como consultar benefício? (Imagem: FDR)

A inclusão de mais de meio milhão de famílias no programa social faz parte da iniciativa do governo de identificar cidadãos elegíveis e assim, manter a fila de espera zerada. O ministro da Cidadania, João Roma, aproveitou para destacar que, a cada mês, o Governo Federal se empenha e reforça o compromisso feito junto à parcela mais vulnerável da população brasileira.

Esta foi a maneira encontrada para demonstrar “a preocupação em garantir a dignidade e promover a cidadania de todos. Mais uma vez, a gestão do Presidente Jair Bolsonaro alcança uma marca inédita, com o recorde que ultrapassa os 18 milhões de beneficiados”, destacou o ministro.

É importante explicar que, para ser incluído no Auxílio Brasil é essencial cumprir os critérios de elegibilidade ao programa. O principal é estar inscrito no sistema do Cadastro Único (CadÚnico), para somente então se enquadrar nas linhas de extrema pobreza e pobreza, com uma renda mensal entre R$ 100 e R$ 200, respectivamente.

No que compete aos dados do CadÚnico, é preciso que tenham sido atualizados no prazo dos últimos 24 meses, não podendo haver informações distintas entre os bancos de dados do Governo Federal. Isso porque, este será o meio utilizado para identificar cidadãos em situação de vulnerabilidade que se encaixam no padrão do Auxílio Brasil e incluí-los no programa social.

Mantendo as informações em dia, não há mais com o que se preocupar, pois a seleção é automática. O processo considera a estimativa de pobreza, quantidade de famílias amparadas pelo programa em cada município, bem como o limite orçamentário anual doo Auxílio Brasil. Por fim, o novo beneficiário será notificado via Correios através do recebimento de duas cartas.

Uma delas dá as boas-vindas ao programa e explica todas as regras e condições vinculadas a ele. Já a segunda carta contém o cartão magnético que deverá ser usado nas transações para movimentação física do benefício. Vale lembrar que todo crédito relacionado ao Auxílio Brasil também será feito em conta poupança social digital, gerenciada pelo aplicativo Caixa Tem.

Inclusive, as notificações feitas às novas famílias já informam sobre um valor parcial ao qual elas terão direito a receber, tendo em vista que a folha de pagamento do mês de fevereiro ainda está em fase de processamento.

A quantia integral a qual cada uma tem direito, incluindo o Benefício Extraordinário que fixou o valor mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400 serão liberados em sua totalidade apenas do dia 14 de fevereiro em diante, próxima segunda-feira.

Esta também é a data em que se iniciam os pagamentos da quarta parcela do Auxílio Brasil. Os valores são liberados seguindo a ordem do dígito final do Número de Identificação Social (NIS), normalmente nos últimos dez dias úteis de cada mês. Observe o cronograma a seguir:

  • NIS final – 1: 14 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 2: 15 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 3: 16 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 4: 17 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 5: 18 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 6: 21 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 7: 22 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 8: 23 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 9: 24 de fevereiro de 2022;
  • NIS final – 0: 25 de fevereiro de 2022.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.