Santander seleciona as melhores ações para lucrar até o final de fevereiro; confira

O Santander selecionou as melhores ações para lucrar até o final de fevereiro. Nessa carteira recomendada de ações, o banco realizou uma mudança. Houve a retirada dos papéis da Rede D’or (RDOR3) para a entrada da CPFL Energia (CPFL3). A carteira foi assinada pelo Estrategista Pessoa Física, Ricardo Peretti.

Santander seleciona as melhores ações para lucrar até o final de fevereiro; confira
Santander seleciona as melhores ações para lucrar até o final de fevereiro; confira (Imagem: Montagem/FDR)

Segundo o Santander, a retirada das ações da Rede D’or, da carteira recomendada de ações, acontece por conta da falta de catalisadores de curto prazo — como notícias de M&A. No entendimento da instituição, isso poderia limitar o potencial de crescimento dos papéis da empresa.

Além disso, o analista o Santander acredita que a divulgação do resultado do quarto trimestre de 2021 da empresa, a ser publicado no fim de março, não funcionará como um catalisador positivo para o papel. Isso porque é um trimestre mais fraco para as operações hospitalares.

No caso da inclusão da CPFL, o banco prevê uma forte oferta de dividendos nos próximos anos.

Outras razões para a entrada da CPFL foram a forte geração de caixa, valuation descontado, baixo risco regulatório no segmento de distribuição de energia vs. pares, baixa exposição ao déficit hídrico e proteção contratual contra o aumento da inflação.

O banco ressalta que a CPFL é uma holding que atua em todos os segmentos do mercado de energia. Essa companhia é um dos maiores players de distribuição e de energia renovável no Brasil. Recentemente, a empresa expandiu sua presença no setor de transmissão.

Nessa indicação mensal, o Santander ainda manteve os papéis da Vale (VALE3), BTG Pactual (BPAC11), Itaú (ITUB4), Petrobras (PETR3), Suzano (SUZB3), Vibra Energia (VBBR3), Multiplan (MULT3), Totvs (TOTS3), JBS (JBSS3) e WEG (WEGE3).

As melhores ações para lucrar até o final de fevereiro

Segundo o Santander, esta carteira é indicada para quem deseja investir em companhias de médio a grande porte — com alto potencial de lucros —, sem abrir mão da composição setorial do índice Ibovespa.

  • Vale (VALE3): peso de 13%
  • BTG Pactual (BPAC11): peso de 10%
  • Itaú (ITUB4): peso de 10%
  • Petrobras (PETR3): peso de 10%
  • Suzano (SUZB3): peso de 10%
  • Vibra Energia (VBBR3): peso de 10%
  • Multiplan (MULT3): peso de 9%
  • CPFL (CPFE3): peso de 8%
  • Totvs (TOTS3): peso de 8%
  • JBS (JBSS3): peso de 6%
  • WEG (WEGE3): peso de 6%

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.