IPTU: dívida deve penhorar mansão de cantor famoso; confira quem é

Uma das mansões do cantor Nego do Boral, localizada no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, pode ser alvo de penhora por dívidas de IPTU não pagas. 

De acordo com a decisão da Justiça do Rio, o cantor tem até cinco dias para quitar uma dívida de 27 mil do imposto, caso contrário o imóvel será arrestado e passará por avaliação para venda. 

A dívida do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) é referente aos anos de 2017, 2018 e 2020. Pela decisão, ele vem sendo procurado, sem sucesso, por oficiais de Justiça.

A sentença da juíza, Katia Cristina Nascentes, da 12ª Vara de Fazenda Pública, uma oficial será encaminhada ao imóvel uma última vez para tentar encontrar o artista. 

Mesmo com essa situação, o cantor ainda pode reverter a penhora se efetuar o pagamento do débito em cinco dias úteis.

“Caso o oficial de justiça avaliador, no cumprimento do arresto, encontre o devedor deverá proceder à sua citação, ou a quem de direito o represente para que, pague em cinco dias, a dívida com os acréscimos legais até o seu efetivo pagamento ou garanta a execução, sob pena de penhora do imóvel e posterior alienação em hasta pública. Neste caso, deverá constar da certidão do oficial de justiça avaliador que deixou de efetuar o arresto do imóvel, visto que encontrou o devedor quando compareceu ao local para a prática do ato de constrição, tendo procedido à sua citação”, determinou a magistrada.

Cantor ironiza a penhora

Nego do Borel usou suas redes sociais para brincar com a situação de um imóvel que possui.

Devendo R$ 27 mil, o cantor reagiu à notícia de forma irônica em seus Stories do Instagram, onde publicou a foto de um telejornal que repercutia o caso.

“Quebrei. Alguém me empresta 27 mil?”, escreveu na legenda da postagem, acrescentando um emoji de tristeza, com a música “Deu Ruim” de fundo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.