INSS: médicos que fazem perícia param hoje (31); entenda como fica o serviço

Os peritos médicos do INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) anunciaram uma parada nesta segunda-feira (31). A intenção é que com essa ação o governo seja pressionado a realizar os reajustes salariais.

Nesta segunda-feira (31), os peritos médicos do INSS irão realizar o chamado Dia Nacional de Advertência pela Valorização da Perícia Médica Federal. A intenção dos servidores é conseguir reajuste salarial por parte do Governo Federal.

A ação dos peritos médicos do INSS faz parte de um aglomerado de reinvindicações dos servidores públicos de diversas categorias que buscam o reajuste salarial.

As paralisações, entrega de cargos comissionados e possíveis greves começaram, após o atual presidente da república conceder reajuste para policiais federais.

O reajuste foi concedido aos servidores da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Depen (Departamento Penitenciário Nacional). Para bancar, a compra de vacinas contra a Covid-19 em 2022 foi antecipada no ano passado.

Assim, R$ 1,7 bilhão do Orçamento Geral da União deste ano foi reservado para os reajustes salariais dos agentes de segurança. O ministro da Economia, Paulo Guedes, orientou o presidente da república, Jair Bolsonaro (PL), a não conceder nenhum reajuste, já que a ação teria um efeito cascata.

Porém, contrariando as orientações, o reajuste será concedido e, assim, várias categorias estão realizando movimentos para também conseguirem aumento salarial.

Exemplo disso, foram os servidores da Receita Federal e do Banco Central que pediram exoneração de cargos comissionados e planejam um calendário de greves.

Mesmo diante dessas movimentações, o presidente também concedeu um reajuste de 33,24% no piso salarial dos professores da educação básica. A ação contrariou, mais uma vez o ministro da economia que aconselhou um aumento de até 7,5%.

Em relação aos peritos médicos do INSS, esses cobram do governo um reajuste de 19,9% no salário e a fixação de 12 atendimentos presenciais, no máximo, por dia. Porém, sem nenhuma resposta por parte do governo, a categoria decidiu parar os trabalhos nesta segunda-feira (31).

Em ofício enviado ao ministro do Trabalho, a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais diz que “tentou, em centenas de ocasiões, instaurar rodadas de negociações com a administração pública federal, todas infrutíferas”.

Sem o atendimento, os segurados que estavam com perícia marcada para esses dias serão remanejados para outro dia de atendimento. Porém, antes disso, os servidores precisam voltar a  trabalho.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.